No Paparazzo, ex-affairs de Neymar falam do envolvimento com o craque - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

No Paparazzo, ex-affairs de Neymar falam do envolvimento com o craque

ex-de NeymarPatrícia Jordane e Carol Abranches em ensaio para o Paparazzo que vai ao ar nesta quarta-feira, 11 (Foto: Alexandre Campbell / Paparazzo)

O ataque de Neymar é fulminante dentro de campo. Enaltecido por suas habilidades futebolísticas, o jogador, ao que parece, não é bom de bola apenas nos gramados. Se o atual status de relacionamento está lá preenchidinho como “comprometido com Bruna Marquezine”, o moço já enfrentou algumas peladas na época de carreira solo. E quem encarou os dribles e firulas do craque da Seleção Brasileira não o esquece jamais. Pelo menos não as morenas Carol Abranches e Patrícia Jordane – estrelas do Paparazzo desta quarta-feira, 11 – , que alcançaram a fama após terem um affair com Neymar.

Mesmo apontadas como Marias Chuteiras e aproveitadoras por parte da opinião pública, as modelos não renegam o passado e não temem repetir: “Neymar bate um bolão na cama”, dizem. Patricia com mais convicção até. Durante o ensaio sensual que fez para o Paparazzoespecial de Copa do Mundo, a morena de Belo Horizonte contou sobre a primeira transa dos dois. “Não fui para a cama com ele de primeira. Sou difícil! Ele chegou em mim umas duas vezes, começamos a ficar só quando o encontrei em Jurerê Internacional no réveillon e depois transamos”, recorda ela, que conheceu Neymar em dezembro de 2013. “Entre quatro paredes ele é atacante também, tem pegada e disposição. Foram quatro em uma noite só”.

Patrícia vai além e abre o verbo sobre a, digamos, “artilharia do moço”: “É normal, não tem nada de mais ou menos. E sabe trabalhar direitinho”, dispara ela, que também revela sua arma de sedução para deixar um jogador caído na grande área: “Minha boca não é desse tamanho à toa. Fica a dica”.

Carol diz que foi a lábia do jogador que a conquistou. “Não fazia ideia de como ele era humilde. O Neymar tem muito carisma e sabe chegar”, enumera ela, sem entrar em detalhes sobre a anatomia do craque. “Não vou revelar isso, mas digo que entre quatro paredes eu prefiro os mais dotados”.

Minha boca não é desse tamanho à toa. Fica a dica”.”
Patrícia Jordane

Ambas destacam o olhar como arma infalível na hora da paquera, antes de rolar a prorrogação. “Eu espero um sinal e, quando tenho, meu olhar não falha. Tenho uma sobrancelha forte e acho que eles ficam intrigados com isso”, observa Patrícia. Para Carol, os olhos transmitem o que se quer. “Gosto de olhares diretos, depois a coisa acaba fluindo”, conta ela, que também curte comprar lingeries e até filmar alguns momentos mais calientes. “Já filmei uma vez com um namorado. É algo excitante, só para a gente mesmo” (abaixo, assinantes conferem vídeo exclusivo com o making of do ensaio de Carol e Patrícia para o Paparazzo).

 Como tudo começou

Carol conheceu Neymar em 2011 por intermédio de amigos jogadores. Se viram algumas vezes, ele pegou o telefone dela, mandou mensagens e a historinha culminou com fotos a bordo de um iate, no Guarujá, litoral paulista. “Naquele dia não aconteceu nada, só fomos ficar depois. Não criei qualquer expectativa sobre uma relação com ele, apesar de ser um homem muito carinhoso e romântico do jeito que gosto”, elogia Carol. Ela também destaca a “pegada” do jogador: “Atletas são melhores entre quatro paredes. Dizem que os gordinhos surpreendem, mas gosto mesmo é de um porte atlético”.

Apesar de na época Neymar ter negado qualquer envolvimento com Carol, ela jura que os dois sempre se falaram, mas após tanta exposição ela preferiu o recolhimento em Miami, onde mora seis meses por ano. “Nós ficamos um tempo e depois cada um foi para seu lado. Não somos amigos. Mas vou torcer por ele nesta Copa”, resigna-se ela, que não sabe o que o jogador vai achar do ensaio que protagonizou com Patrícia. “Mas não há motivos para ele não gostar”.

A Neymarzete Carol Abranches posa para o Paparazzo (Foto: Alexandre Campbell / Paparazzo)
Carol Abranches reclama das críticas de quem a
chama de Maria Chuteira: “Eu já existia antes do
Neymar” (Foto: Alexandre Campbell / Paparazzo)

Patrícia conta ter se relacionando cerca de dois meses com Neymar. E que só soube que ele estava com Bruna Marquezine no carnaval de 2013. “Lógico que na época fiquei chateada. Não sabia que ele estava saindo com outra, deixando duas em banho-maria. Combinamos de ir juntos à Sapucaí, mas me atrasei duas horas e quando cheguei ao camarote ele já tinha assumido com a Bruna”, relembra.

Fato é que o próprio jogador nunca veio a público assumir qualquer relação com elas, mas Carol e Patrícia ficaram conhecidas como ex-affairs dele. “Me incomoda um pouco a palavra, porque a gente não passou apenas uma noite juntos. Viajamos até para Fernando de Noronha, nos falávamos todos os dias”, conta Patrícia. Carol não se incomoda com a palavra, mas rechaça o rótulo de Maria Chuteira. “Eu já existia antes do Neymar. Já tinha feito quadros no ‘Pânico’, participado do ‘Casa bonita’. Ele veio depois. E não foi o único famoso da minha lista”, diz ela, sem revelar os nomes dos tais famosos: “De jeito nenhum!”.

Eu já existia antes do Neymar. Já tinha feito quadros no ‘Pânico’, participado do ‘Casa bonita'”
Carol Abranches

Se Carol preferiu um pouco de recolhimento em Miami após o turbilhão Neymar em sua vida, Patrícia resssurgiu linda e nua na capa da “Playboy” deste mês, que a elegeu a Musa da Copa de 2014. “Espero que o Neymar goste do ensaio”, provoca ela, que, no entanto, faz questão de dizer que hoje nem fala com o craque. “Fico muito na minha e respeito profundamente a relação dele com a namorada”.

Making of Patricia Jordane, ex affair de Neymar, no Paparazzo (Foto: Alexandre Campbell / Paparazzo)
Patricia Jordane, assim como Carol, está solteira
(Foto: Alexandre Campbell / Paparazzo)

Tanto Carol quanto Patrícia estão solteiras. Para Ca

Carol, além de educado, carinhoso e romântico, o homem deve ter um corpo bonito. “Os sarados chamam mais minha atenção”. Patrícia gosta de loiros, mas acaba ficando com os morenos e baixinhos. “Não sei o motivo disso, mas sempre acontece. E curto mesmo o homem que chega junto, que pega de verdade. Sou dominadora no sexo, então quero alguem à altura. Carinho eu recebo de pai e mãe. Na cama, quero ação”, avisa ela, que também é muito cantada por mulheres. “Fico até impressionada. E elas são muito maius ousadas que qualquer cara que já chegou em mim. Nunca fiquei com uma mulher, mas nunca se sabe o dia de amanhã”.

Carol também não teve experiência com mulheres, não descarta de cara a hipótese, mas foca nos relacionamentos com homens. “Gosto de namorar, sempre tive relações mais longas e sou romântica”, aponta ela, que não anda choramingando pela falta de alguém: “Solteira sim, sozinha nunca”.

Ego.com