No Rio, São Paulo enfrenta Fluminense para se distanciar da zona de rebaixamento

Os dois times grandes em pior situação no Campeonato Brasileiro se enfrentam nesta quarta-feira pela 29.ª rodada. O São Paulo vai ao Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense, às 21h45, no estádio do Maracanã, em busca da segunda vitória seguida no torneio – algo que só aconteceu uma vez, há 25 rodadas.

A situação dos dois times é parecida. O clube tricolor carioca tem um ponto a mais que o paulista – 35 a 34. Na tabela de classificação, apenas uma posição de diferença: 12.º e 13.º. Ambos vêm de vitória (o Fluminense sobre o Avaí, por 1 a 0, e o São Paulo sobre o Atlético Paranaense, por 2 a 1) e, a 10 rodadas do fim do Brasileirão, tentam se afastar da zona de rebaixamento.

O clima é de guerra. Para Henrique Dourado, do Fluminense, artilheiro do campeonato, o duelo contra os paulistas será duro, principalmente por se tratar de um confronto direto na luta contra a degola. “Cada suor derramado vai ser ainda mais forte e valer ainda mais contra o São Paulo”, afirmou.

No clube do Morumbi, a percepção é parecida. “O Flu também passa por um momento de oscilação, perdendo alguns jogos, mas também tem o mesmo pensamento que nós”, analisou o atacante Marcos Guilherme. “É um jogo importante para as duas equipes. Eles vão jogar com muita vontade e nós, também”, disse o atacante.

Contra o Fluminense, o técnico Dorival Junior tem a opção de manter o time que venceu no último sábado. A equipe tricolor paulista não tem jogadores suspensos e o volante Petros e o lateral-direito Militão, que chegaram a ser poupados na última segunda-feira por causa de dores na coxa esquerda, estão relacionados para a partida.

A lista de 23 relacionados para o jogo desta quarta-feira tem os desfalques do zagueiro uruguaio Lugano, que trata uma contratura na panturrilha direita; do centroavante Gilberto, com contratura na coxa esquerda; do lateral-direito Bruno, com dores na região cervical; e do atacante Brenner, que disputa o Mundial Sub-17 com a seleção brasileira na Índia.

Estadão