Nonato diz que João Pessoa não abre mão de Luciano Agra para compor majoritária

nonato ratifica aoio na chaopa de cassioO presidente estadual do PPS e vice-prefeito de João Pessoa, Nonato Bandeira, defendeu nesta quarta-feira (23) o nome do ex-prefeito da Capital, Luciano Agra (PEN), para ocupar a vaga de vice-governador na chapa encabeçada pelo senador e pré-candidato a governador, Cássio Cunha Lima (PSDB). Foi durante entrevista no programa  de rádio Correio Debate, da 98 FM.

 

“Agra amplia e agrega o eleitorado que o PSDB não tem historicamente. Por tudo que ele fez pela Capital como prefeito e como servidor público em mais de 40 anos. Basta andar pelas ruas e ver o carinho e a popularidade que ele tem. João Pessoa, tenho certeza, não abre mão do nome de Luciano Agra”, declarou.

 

O vice-prefeito de João Pessoa apostou no bom senso do senador Cássio Cunha Lima no momento de decidir os integrantes de sua chapa. “O histórico de Cássio é de democracia, de ouvir as opiniões e quando ele assim proceder e analisar também as pesquisas qualitativas da grande João Pessoa irá constatar que nenhum nome aparece melhor que o de Agra”.

 

Nonato enalteceu o presidente estadual do PSDB e deputado federal Ruy Carneiro, também cotado para a vaga de vice-governador na chapa de Cássio, mas alertou que o momento é de desprendimento em nome de um projeto maior e sugeriu o tucano para coordenar a campanha de Cássio no Estado ou disputar uma cadeira na Assembleia.

 

“Ele é uma pessoa de valor, faz um grande mandato, mas tem que ter em mente que o projeto é maior. Ele já é do PSDB e se Cássio ganhar, e acreditamos nisso, quem vai comandar a Paraíba é o PSDB. E se o próprio PSDB e Ruy estão oferecendo uma disputa de Federal para Cícero Lucena deixar a vaga aberta do Senado por que Ruy também não disputa uma vaga de estadual?”, questionou.

 

Nonato justificou seu ponto de vista ao afirmar que na política atual, as chapas puro-sangue não são bem aceitas. “Ninguém tem hegemonia para bancar chapa pura. Hoje, é um erro muito grande partir para essa prática, tem que flexibilizar, inclusive por conta da geopolítica paraibana”.

 

O presidente estadual do PPS também opinou sobre a disputa para o Senado. Para ele, os nomes do deputado federal Wellington Roberto (PR), do presidente estadual do PTB, Wilson Santiago, e do ex-deputado federal Leonardo Gadelha (PSC) são os mais competitivos na composição da chapa, pois representam o Sertão da Paraíba. “Com João Pessoa e Campina Grande representados, é preciso um nome do Sertão para a Senatória para compor geopoliticamente, pois as regiões e os partidos precisam estar representados”, opinou.

 Assessoria