Nos pênaltis, Corinthians conta com brilho de Cássio e elimina Racing na Sul-Americana

Nos pênaltis, Corinthians conta com brilho de Cássio e elimina Racing na Sul-Americana

No sufoco, o Corinthians saiu perdendo, buscou o empate por 1 a 1 e precisou dos pênaltis (e do brilho de Cássio) para eliminar o Racing após vencer no critério desempate por 5 a 4, em partida disputada no El Cilindro em Avallaneda. Único paulista que sobrou no torneio, o Corinthians agora espera o sorteio que vai definir o seu adversário na segunda fase da competição. No Paulistão, o Alvinegro enfrenta o São Bento em Sorocaba.

Racing dominando o campo e a Lei do Ex-Rival Depois de empatar no primeiro jogo, o Corinthians chegou ao El Cilindro precisando vencer o Racing para garantir a classificação na Copa Sul-Americana. Para a partida, o técnico Fábio Carille optou pela sua formação completa, apenas com Ramiro no lugar de Junior Urso, não inscrito no torneio.

Já os argentinos, priorizando o Campeonato Argentino viu Eduardo Coudet mandar a campo um time quase todo formado por reservas. Com a bola rolando, os argentinos tiveram mais posse no início e, querendo mostrar que podem ganhar espaço no time que disputa título no nacional, criaram as melhores oportunidades, principalmente com o ex-palmeirense Churry Cristaldo e Solari.

O Corinthians sofria na marcação pelos corredores e ficava pouco com a bola no pé, tanto que primeira chance veio apenas aos 19, com Cássio lançando Gustavo que, em posição irregular marcada pela arbitragem, não conseguiu levar perigo. Os lançamentos do goleiro para o atacante se tornaram frequentes na primeira etapa. Com mais volume de jogo, os argentinos conseguiram a vantagem no placar ao final da primeira etapa com Cristaldo. Nery Cardozo cruzou do lado direito e encontrou o ex-jogador do Verdão dentro da área. Churry subiu mais que Fagner e contou com a falha de Cássio para comemorar o primeiro gol da partida. O gol sofrido acordou o Timão que quase empatou com Sornoza em cobrança de falta.

Arias deu rebote e Pedrinho mandou para fora na melhor chance do time na primeira etapa e deixando o Racing em vantagem na ida para o intervalo. Vagner Love colca fogo no jogo Com o resultado adverso, o Corinthians entrou no segundo tempo com pressão total e, desde os primeiros lances, criou as melhores oportunidades. Em uma destas chegadas, Pedrinho chutou com desvio e a bola saiu para escanteio. Na cobrança, Manoel ajeitou de cabeça e Vagner Love, que entrou na segunda etapa, acertou um voleio para empatar o jogo com menos de cinco minutos na segunda etapa.

O atacante teria a oportunidade da virada depois de lançamento de Gustagol, mas o goleiro Arias evitou a boa finalização do atacante. Com o resultado igualado, as duas equipes passaram a ter cautela para evitar a eliminação, mas ainda assim criavam oportunidades.

Ojeda e Soto tentaram jogadas de cruzamento defendidos por Cássio, enquanto o Timão trocava bons passes na próximo a entrada da área. Com dificuldades no setor direito da defesa, Carille promoveu a entrada de Richard para ajudar Fagner na marcação e evitar a pressão dos argentinos por aquele lado do campo. Com os dois times cautelosos, o jogo foi para os pênaltis. Na definição da marca dos 11 metros, Sornoza e Danilo Avelar perderam suas cobranças, e numa partida com muitos pênaltis desperdiçados, Cássio brilhou e classificou o Corinthians ao defender as cobranças de Nery Dominguez e Solari, garantindo o placar de 5 a 4 para o Alvinegro.

O Gol