Nos pênaltis, Sport tira Salgueiro e vai à final

Nos pênaltis, Sport tira Salgueiro e vai à final

sport final 1Salgueiro – Foi no sufoco, no caldeirão do Cornélio de Barros, mas o Sport conseguiu dar o troco e eliminou o Salgueiro, nos pênaltis, carimbando o passaporte para a grande final do Campeonato Pernambucano 2016. No tempo normal, o Carcará devolveu o 1×0 aplicado na Ilha do Retiro, quinta-feira passada, com gol de Moreilândia, logos aos sete minutos do primeiro tempo. Nas penalidades, o Leão venceu por 5×4 e frustrou os mandantes, fazendo a festa no Sertão. Na final contra o Santa Cruz, os rubro-negros fazem a primeira no Arruda e decidem em casa, no dia 8 de maio.

Sol rachando, o Cornélio é uma espécie de forno humano. A garrafinha de água é companheira de todos os presentes, que deixam para entrar no estádio poucos minutos antes do jogo, pois não é missão fácil aguardar muito tempo exposto ao sol do Sertão. E esse clima quente foi posto no jogo desde os minutos iniciais. Na desvantagem, o Salgueiro largou mão do esquema com três volantes e acionou uma trinca de armadores, espremendo o Leão no seu campo defensivo. E o gol não demorou a sair. Em jogada individual, Moreilândia deixou Serginho e Renê para trás e mandou uma bomba, abrindo o placar de tirando a vantagem construída pelos rubro-negros. A resposta do Sport veio rápida. Aos 14, em descida de Lenis, Vinícius Araújo finalizou cruzamento em cima de Mondragon.

Apesar de tentar sair para o jogo, como o treinador Thiago Gomes havia antecipado, o Leão sofria com o intenso volume de jogo dos mandantes. Aos 16, Danilo Fernandes fez seu primeiro milagre, em falha de Henríquez e chute de Piauí. Em seguida o jogo deu uma esfriada, com a emoção voltando apenas nos descontos, em falta cobrada por Rogério no travessão leonino.

Na etapa final, o Leão voltou com duas mudanças, ficando mais ofensivo. Saíram Serginho e Lenis para a entrada de Gabriel Xavier e Johnathan Goiano. E foi a vez dos visitantes começarem sufocando o Carcará, mas sem conseguir criar chances claras. E aos 18, foi a vez do segundo milagre do arqueiro do Sport. Em cruzamento de Rodolfo Potiguar, Piauí escorou à queima roupa e o goleiro fez grande defesa. Se jogando ao ataque, os rubro-negros davam espaço para o contra-ataque salgueirense e o jogo foi ficando cada vez mais aberto. Porém, o cansaço bateu nas duas equipes e a decisão foi para os pênaltis. Nas cobranças, Tamandaré e Gabriel Xavier desperdiçaram. Nas cobranças alternadas, Samuel Xavier converteu e Toty mandou por cima a bola e a chance do Salgueiro decidir pela segunda vez consecutiva o Estadual.

Blog de Primeira