Número de comissionados na Câmara de Vereadores de Santa Rita supera em mais de1400% o de efetivos

CAMARA SANTA RITA 1Prédio da Câmara Municipal de Santa Rita (Foto: Divulgação)

As contratações feitas na Câmara Municipal de Santa Rita  extrapolam o limite do bom senso e da razoabilidade. O número de comissionados na Câmara de Vereadores de Santa Rita supera em quase de 1.500% o total de servidores efetivos. Contra os 10 funcionários da ‘Casa de Antônio Teixeira’ tem 145 apadrinhados políticos, divididos em oito funções distintas.

São 44 assessores parlamentar;  33 assessores parlamentar assistente; 03 assessores administrativos e 04 auxiliares; 01 assessor de orçamento e finanças; 03 assessores legislativos;  01 secretário geral;  01 chefe de gabinete do presidente; 33 secretários parlamentar  e 22 adjuntos.

De acordo com os números publicados pelo Sagres (Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade) do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE), cuja última atualização foi em outubro de 2015, para efetuar o pagamento dos 145 comissionados a Câmara Municipal de Santa Rita desembolsou R$ 163, 806,00 do total da folha de pagamento referente ao mês de outubro do ano passado que foi de R$ 379.948,93. Desse montante, os vereadores abocanharam R$ 189.730, 93. A menor fatia foi para os efetivos – R$ 26.412,00.

Se todos de comissionados forem acomodado no velho e acanhado prédio da Câmara, situado na Praça João Pessoa, Centro da cidade, não teria espaço para tantos. “Cada um Teria que se espremer entre mesas, cadeiras e paredes. Vai ficar abarrotado”, estima um popular.
Em mais uma atitude polêmica para atender possivelmente compromissos políticos o número de comissionados que era de 79 em janeiro de 2015, passou para 145 no mês de outubro. Foram 66 nomeações nos 10 primeiros meses em ano pré-eleitoral e de crise econômica.

Reprodução do Sagres do TCE-PB

ClickPB