João Pessoa 20/03/2019

Início » Variedades » O segredo que asiáticas de 60 anos usam para aparentar ter 30

O segredo que asiáticas de 60 anos usam para aparentar ter 30

Em um belo dia de sol, há 30 anos atrás, conheci a minha melhor amiga, que estudava no mesmo colégio que eu.

Nós éramos muito parecidas.

Nós duas tirávamos notas boas, gostávamos dos mesmos meninos, e nós duas tínhamos a mesma idade.

Seis meses atrás, me reencontrei com essa minha amiga, que estava morando há 15 anos no Canadá.

Nós continuamos muito parecidas.

Nós duas somos jornalistas, nós duas estamos casadas, e nós duas temos três filhos.

Mas tinha uma diferença.

A pele dela estava firme e jovem, como se ela tivesse parado no tempo aos 25.

A minha estava mais flácida que uma gelatina!

O que fez a diferença:

No começo, senti um pouco de inveja.

Eu podia jurar que essa minha amiga tinha feito alguma cirurgia.

Ou quem sabe algum tratamento estético caro, daqueles que custam uns R$ 300,00 por sessão, sabe?

Mas a resposta era muito mais simples – e muito mais barata – que isso.

Segundo a minha amiga, o segredo da juventude está em uma proteína muito consumida na Coreia do Sul…

Que ela apelidou de…

“Proteína Asiática”.

Ela me contou que tudo começou com uma viagem que ela fez à Coreia do Sul.

Ela tinha sido mandada lá para entrevistar a Família Hsu (veja a foto abaixo), que é conhecida como “a família que parou no tempo”.

Isso porque todos os seus membros aparentam ter metade da idade que realmente tem (a mais velha da foto abaixo, por incrível que pareça, tem 60 anos de idade!).

Da esquerda para direita: Fayfay Hsu, 41 anos, Lin Hsu, 60 anos, e Sharon Hsu, 36 anos.

Minha amiga também disse que apesar da família Hsu ser sim um destaque quando se trata de juventude…

…ela não é um caso raro na Coreia do Sul.

Na verdade, a grande maioria da população coreana aparenta ter 5, 10, às vezes 20 anos a menos do que realmente tem, com quase grau zero de flacidez no corpo.

Tudo por culpa dessa “Proteína Asiática”, ela me disse.

Na hora, eu pedi mais detalhes à minha amiga sobre quais alimentos contém essa “Proteína Asiática”.

E se é possível ou não encontrar esse nutriente nos alimentos do Brasil.

E… ela me respondeu que sim, é possível.

Isso foi uma ótima notícia para mim.

A verdade é que eu já estava cansada de ver meu corpo ficando mais “mole” com o tempo, mais flácido, sem a elasticidade e firmeza que ele tinha há alguns anos atrás.

Já estava cansada da flacidez no interior da coxa aumentando (não gosto de falar, mas eu sentia vergonha ao pensar em colocar um biquíni ou shorts).

Cansada de olhar no espelho e ver meu rosto sendo castigado pela gravidade, com os “pés de galinha” no canto de cada um dos meus olhos, e também o “bigode chinês” na região da boca…

Naquela hora, pedi para ela me explicar exatamente o que é essa “Proteína Asiática”.

E como fazer para adicionar ela na minha vida.

Afinal de contas, ao meu ver, eu só tinha três opções:

  1. Aceitava o meu destino cruel, e vivia presa dentro de um corpo que é mais mole que gelatina;
  2. Fazia cirurgia plástica, radiofrequência ou outros procedimentos estéticos caros, invasivos e, algumas vezes, até mesmo perigosos para minha saúde;
  3. Ou dava uma chance para essa tal de “Proteína Asiática” que, segundo um minha amiga, é a razão pela qual ela mesma e também as coreanas quase não envelhecem… mantendo a pele firme, elástica, com aparência jovem, mesmo depois dos 50.

Nas próximas página, eu vou te mostrar a receita que minha amiga me passou dessa “Proteína Asiática”… e também tudo o que você precisa para adicionar essa proteína na sua vida.

Fábrica da Beleza