Oliveira vê Peixe pronto para ser campeão e Vila como fator crucial

Oliveira vê Peixe pronto para ser campeão e Vila como fator crucial

ROliveira-comemora-SantosMesmo diante da boa vantagem adquirida no jogo de ida contra o São Paulo, Ricardo Oliveira não dá a classificação como certa: “Primeiro precisamos passar para a final” 
  • Aos 35 anos, com toda sua experiência e responsabilidade de um capitão, Ricardo Oliveira estendeu o discurso de Dorival Júnior e deixou claro que o Santos vai a campo focado em buscar mais uma vitória em cima do São Paulo, nesta quarta-feira (28 de outubro), no clássico que define um dos finalistas da Copa do Brasil. Se apegar à vantagem conquistada no Morumbi, depois da vitória por 3 a 1, está fora de questão na Baixada Santista. Mas, também como é de costume, o centroavante não escondeu sua confiança pessoal e na equipe em alcançar o principal objetivo do clube nesta temporada: ser campeão da Copa do Brasil.

“Vejo o time pronto. O futebol está ai para todo mundo analisar. A gente vem fazendo grandes apresentações. Vejo o elenco pronto, com fome, com vontade, concentrado. Vai ser campeão? Primeiro precisamos passar para a final. Mas que vamos fazer de tudo para levantar esse troféu, não tenha dúvidas”, disse, sem qualquer tom soberbo, e sim com uma explícita sinceridade.

“O elenco é forte e focado. Esperamos que os objetivos sejam alcançados. O primeiro era o Paulista. O segundo, esperamos chegar à final. À partir dai, buscar o troféu. E permanecer no G-4. Isso responde a pergunta. É um elenco preparado. Vai em busca de levantar esse troféu”, completou.

 

E um dos fatores que mais animam e fortalecem a confiança de Ricardo Oliveira é a Vila Belmiro. O camisa 9 ressaltou o poder mítico do estádio santista e por pouco não disse com todas as letras que os adversários “tremem” na casa alvinegra.

“Gostaria muito de ser mais claro… Mas talvez o adversário se sinta incomodado de vir para cá. Quando eu vim jogar aqui contra o Santos, não consegui ganhar uma. É difícil jogar contra o Santos na Vila. Conta a favor do Santos a torcida, os atalhos do campo, junta isso com a dificuldade do adversário de não estar à vontade, com a nossa vontade de alcançar o objetivo”, afirmou, lembrando até a época em que defendia o São Paulo e tinha que enfrentar o Peixe na Baixada Santista.

Nesta temporada, são 22 vitórias, quatro empates e apenas uma derrota na Vila. Além disso, o Santos não perde para o Tricolor desde 2009 diante de seu torcedor. Se for analisada a vantagem santista nesta semifinal, o cenário fica ainda mais complicado para o rival do Morumbi, que vai precisar vencer por três gols de diferença para avançar à final de forma direta. E isso não acontece desde 2008, quando o Goiás goleou o Santos em plena Vila Belmiro.

Fox Sports