João Pessoa 17/12/2018

Início » Variedades » ONG denuncia estupro de mais de 120 mulheres no Sudão do Sul

ONG denuncia estupro de mais de 120 mulheres no Sudão do Sul

Violência sexual é uma das marcas da guerra no país africano

ONG Médicos Sem Fronteiras denunciou que 125 mulheres, incluindo crianças de menos de 10 anos, foram estupradas e agredidas em uma região do Sudão do Sul, na África, nos últimos 10 dias de novembro.

Segundo a MSF, as agressões ocorreram enquanto as mulheres e crianças se dirigiam a um centro de distribuição de alimentos em Bentiu, no norte do país. Testemunhas contam que os criminosos vestiam uniformes de milicianos ou estavam à paisana, mas não se sabe sua proveniência.

A violência sexual é uma das marcas da guerra civil no Sudão do Sul, iniciada em 2013 e que contabiliza cerca de 400 mil mortos e 4,3 milhões de refugiados internos e externos.

Em junho passado, os dois grupos em conflito, liderados pelo presidente Salva Kiir e pelo líder rebelde Riek Machar, seu ex-vice, assinaram uma trégua.

Agência Ansa