Operação conjunta cumpre mandados de busca e apreensão em Pedras de Fogo

Uma operação conjunta entre as polícias Militar e Civil da Paraíba cumpriu, na tarde dessa quarta-feira (20), dez mandados de busca e apreensão contra a exploração sexual infantil e os crimes decorrentes dos jogos de azar, na cidade de Pedras de Fogo, distante 59 km da capital. Na ação, sete pessoas foram detidas e duas armas apreendidas.

As equipes da 1ª Companhia Independente da Polícia Militar (1ª CIPM) e da Delegacia Seccional da Polícia Civil de Pedras de Fogo percorreram os bairros do Centro, Santo Antônio e Mangueira, onde fizeram buscas em nove estabelecimentos comerciais e uma casa, locais que sediavam a prática dos jogos e suspeitos de realizar a exploração de menores.

Duas armas calibre 38 e vinte munições do mesmo calibre foram encontradas em um dos estabelecimentos. Como o dono do local não estava, a esposa dele foi levada para a delegacia para prestar depoimento.

De acordo com o tenente Thomas Carvalho, que comanda o pelotão da PM de Pedras de fogo, a operação teve caráter preventivo. “Essa ação conjunta com a Polícia Civil visa principalmente inibir esses tipos de crimes e não se resumiu ao cumprimento dos mandados expedidos pelo juiz da Comarca da cidade. Iremos realizar outras ações nos próximos dias”, destacou.

O delegado da seccional de Pedras de Fogo, Aneilton Castro, informou que os detidos foram ouvidos, depois foi lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e liberados.

“Os sete vão ser investigados mediante portaria. Não houve prisão neste caso porque não encontramos ninguém em situação de flagrante, mas as ações vão continuar, através desse trabalho integrado entre as duas polícias”, garantiu o delegado.

 

 Secom