Aécio Neves (MG), criticou nesta terça-feira o tom do pronunciamento da presidente Dilma Rousseff

Oposição critica pronunciamento de Dilma durante reunião ministerial

aecio 1BRASÍLIA – O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), criticou nesta terça-feira o tom do pronunciamento da presidente Dilma Rousseff, durante a primeira reunião ministerial do segundo mandato. Em nota, Aécio disse que Dilma “afronta, mais uma vez, a inteligência dos brasileiros”.

“Faltou, em primeiro lugar, humildade para a presidente, para que ela pedisse desculpas aos brasileiros. A presidente deveria ter iniciado suas palavras se desculpando. A presidente deveria ter se desculpado pelos erros que cometeu e que trouxeram o país à grave situação em que ele se encontra e pelo fato de, movida apenas pelo interesse eleitoral e não pela preocupação com o bem-estar dos brasileiros, ter adiado medidas que, se tomadas há mais tempo, afetariam menos a vida de milhões de pessoas”, disse Aécio, por meio de nota.

O tucano disse ainda que Dilma cometeu “duplo estelionato eleitoral”. Ele acusou a presidente de ter analisado as medidas na economia, como as mudanças nas regras do seguro-desemprego, antes das eleições.

“Ao invés de combater a inflação, a paralisia da economia, a falta de confiança, a presidente pede que ministros combatam boatos. Na verdade, a grande fábrica de boatos tem sido o PT, a candidata Dilma e seu marqueteiro na campanha de 2014. O que está acontecendo agora não é boato. É realidade. A presidente tenta nos fazer crer que não prometeu o que prometeu e que não está fazendo o que está fazendo”, acrescentou Aécio.

O presidente nacional do DEM e líder do partido no Senado, José Agripino Maia (RN), criticou o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff na primeira reunião ministerial do seu segundo mandato.

Para ele, Dilma vem recuando de suas próprias declarações a cada discurso, citando o caso da situação econômica, cuja gravidade foi apontada depois da campanha eleitoral.

– Ela (Dilma) está vivendo o abismo que ela produziu e que negava – disse Agripino.

Na mesma linha, o senador eleito Ronaldo Caiado (DEM-GO) disse que a presidente adotou um discurso “desconectado da realidade”.

– Tanto que ela demonstrou desconforto, nervosismo e gaguejou o tempo todo. Dilma venceu a eleição defenestrando seus opositores e agora recorre ao ‘estilo João Santana’ para que ministros vendam esse Brasil de ilusão que foi forjado durante a campanha. Não se vence uma crise econômica com palavras, presidente. Não é com a continuação da mentira que a inflação vai diminuir e o país vai voltar a crescer – criticou Caiado.

O Globo