João Pessoa 12/12/2018

Início » Paraíba » Oposição e situação reclamam que emendas impositivas não estão sendo executadas

Oposição e situação reclamam que emendas impositivas não estão sendo executadas

A reclamação de João Almeida sobre as emendas impositivas foi feita nesta terça-feira (6) na Câmara Municipal. Quem também fez questionamento foi o vereador da oposição, Leo Bezerra.

João Almeida e Leo Bezerra reclamaram da falta de execução das emendas impositivas (Foto: Walla Santos/ClickPB)

O vereador João Almeida, da base aliada do prefeito Luciano Cartaxo, disse que a prefeitura de João Pessoa não está executando as emendas impositivas. A reclamação foi feita nesta terça-feira (6) na Câmara Municipal. Quem também questionou a falta de execução foi o vereador da oposição, Leo Bezerra.

“Acredito que nenhum vereador aqui nessa casa teve suas emendas executadas. Isso é motivo preocupante, haja vista que são medidas impositivas e foram muito bem pensadas por cada vereador. Tem emendas aqui de toda natureza. Me preocupa muito. A gente está no mês de novembro e não viu nenhuma sendo executada”, disse João Almeida.

O parlamentar falou que pessoas estão dificultando a liberação das emendas. “A gente tem que chamar o feito à ordem. Acredito que o prefeito sequer está sabendo que algumas pessoas estão dificultando essa liberação. Acredito que seja isso. Mas com conversa, com diálogo, a gente deve encontrar um caminho.”

E ele manifestou esperança na liberação. “Como estamos dentro do prazo ainda, eu quero crer que essas emendas vão ser executadas e liberadas, sobretudo pela sua própria imposição e pela sua importância porque essa casa, pela primeira vez, exerce esse poder de destinação de emendas. Mandei ofício para todos os secretários pedindo resposta sobre as minhas emendas em torno de R$ 200 mil para o Padre Zé, Centro Helena Holanda, Casa da Cultura, no Valentina, Pestalozzi, lá no cristo, para o Centro de Equoterapia, de tratamento de crianças através de cavalos, a Arca que é da Ilha do Bispo e trata de pessoas carentes. Demos prioridade às instituições que tratam de pessoas, crianças, idosos, pessoas com deficiência, em torno de 900 mil.”

O vereador Léo Bezerra também reclamou e disse que está convocando reunião com o Ministério Público da Paraíba (MPPB). “Estou encaminhando um ofício para marcarmos uma audiência no Ministério Público para saber como vão ser tratadas essas emendas impositivas. Vamos encaminhar um ofício também para o Tribunal de Contas do Estado. Queremos saber: faltam dois meses para o término do ano e caso essas emendas não sejam colocadas em prática, o que nós vamos poder fazer? Entrar com um pedido de solicitação de improbidade? Respostas da prefeitura nós não conseguimos ter.”

ClickPB