Pai de menina atropelada e morta diz que procurou suspeito para fazer ‘justiça’ com as próprias mãos

O pai da menina de dois anos atropelada e morta na noite deste sábado (27), conversou com a equipe da TV Arapuan e abalado afirmou que procurou o suspeito, João Paulo Simões de Medeiros, de 21 anos, em hospitais de João Pessoa, para fazer ‘justiça com as próprias mãos’.

Visivelmente triste, Charles de Oliveira lamentou que o acusado foi liberado logo após se apresentar na delegacia.

O pai afirmou que o suspeito havia apresentado nome falso, porém a informação não foi confirmada pela polícia que explicou ter havido um erro de digitação.

Charles apontou, porém, que o ex-patrão do acusado já tinha feito um Boletim de Ocorrência sobre furto de uma motocicleta, exatamente a mesma que o jovem pilotava no momento do acidente.

A equipe entrou na casa de Charles, mostrou o quarto da criança e os brinquedos que continuam no local.

O pai disse que na noite do acidente rodou os hospitais a procurando do acusado para fazer justiça com as próprias mãos e prometeu que a se encontrar vai fazer a família do acusado, o que ele está sofrendo.

A matéria completa vai ser exibida no programa Cidade em Ação da TV Arapuan a partir das 12h desta segunda-feira (29).

Marília Domingues / David Martins