‘País deve ser passado a limpo’, diz Arthur em evento sobre corrupção

artur-cunha-lima2O presidente do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB), conselheiro Arthur Cunha Lima, disse, nesta sexta-feira (27), que o Brasil deve ser passado a limpo. Segundo ele, a corrupção tem sido a grande chaga que atinge o país nesse momento.

As declarações foram dadas durante entrevista à imprensa, momentos antes da abertura da Conferência Internacional “Investimento, Corrupção e o papel do Estado – Um Diálogo Suíço-Brasileiro”, que acontece no Centro Cultural Ariano Suassuna, na sede do TCE-PB, em João Pessoa.

O evento trará à Capital, o juiz federal Sergio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato. A palestra do magistrado acontece amanhã.

Arthur Cunha Lima destacou a importância do evento para o Estado e lamentou o fato de que, mesmo com esse novo momento no país, alguns segmentos ainda queiram fazer uso da história antiga. “Estão escondendo ou tentando esconder fatos que são mais graves do que os que estão sendo apontados. O Brasil tem que ser passado a limpo, mesmo a esse custo que estamos pagando”, comentou.

MaisPB