Palmeiras vence Athletico e se mantém na ponta do Brasileiro

Palmeiras vence Athletico e se mantém na ponta do Brasileiro

O Athletico Paranaense dominou no primeiro tempo, mas não marcou. O Palmeiras cresceu no segundo, mostrou eficiência e venceu no Allianz Parque, com gol de pênalti de Raphael Veiga.  Com mais três pontos, o Alviverde chegou aos 19, se mantendo mais uma rodada na liderança do Brasileiro. O Rubro-Negro está em décimo, com dez.

Com mais três pontos, o Alviverde chegou aos 19, se mantendo mais uma rodada na liderança do Brasileiro. O Rubro-Negro está em décimo, com dez.  Athletico melhor na primeira parte Tentando mudar a imagem de um visitante pouco eficiente, o Athletico Paranaense mostrou postura ofensiva no Allianz Parque. Com muito mais posse de bola do que o Palmeiras, foi tentando crescer na partida.

A primeira chance de gol veio com Nikão, em cobrança de falta. O meia soltou a pancada, e Wéverton se jogou no canto para espalmar e evitar o gol.  O Verdão só cresceu depois dos 20 minutos. Deyverson teve boa chance de marcar ao receber cruzamento de Bruno Henrique, mas cabeceou por cima.

Só que Wéverton seguiu trabalhando mais. Nikão voltou a acertar forte chute de canhota no canto, mas o goleiro palmeirense pegou mais uma vez.  O duelo entre Nikão e Wéverton teve também polêmica. Depois de dividida, o árbitro chegou a expulsar o atacante, mas, olhando no VAR, optou por dar apenas o cartão amarelo.

Palmeiras cresce O jogo mudou de lado na segunda etapa. Se no primeiro tempo o Furacão passou por cima, na segunda etapa o Alviverde acordou e foi para o ataque com tudo.  Zé Rafael teve chance enorme de abrir o placar ao receber bola livre na área, mas acabou finalizando para fora. Depois, quem teve chance na área foi Deyverson, que parou em Santos.

O Rubro-Negro segurou até os 32 minutos. Foi quando Márcio Azevedo foi tentar frear Dudu, mas errou o tempo da bola e derrubou o ponta na área. O árbitro marcou pênalti, Raphael Veiga aproveitou e abriu o placar.  Os paranaenses, que pouco apareceram no ataque na segunda etapa, quase conseguiram uma resposta imediata.

Léo Cittadini achou espaço para arremate na área, e Wéverton fez outra grande defesa.  Apesar de tentar pressionar nos minutos finais, o Athletico viveu seu ápice no jogo na primeira parte, e não soube aproveitar. Segue o líder…

O Gol