Para Cássio, decisão do STF não valida impunidade: ‘nenhuma força humana vai parar Lava Jato’

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), nesta sexta-feira (13), afirmou que a decisão do STF dando conta que o afastamento de parlamentar precisa de aval do Congresso não vai impedir que as investigações aos parlamentares continuem e por isso não colabora com a impunidade.

“Muitas vezes a medida cautelar de afastamento é tomada não por culpa e, muitas vezes, as pessoas são absolvidas. Não há possibilidade do culpado ficar sem punição porque o inquérito continua e pode ser transformado em ação penal, diferentemente do presidente da república, onde os parlamentares definem se aprovam ou não a continuidade das investigações”, disse.

Perguntado sobre o caso do senador Aécio Neves (PSDB), o tucano avaliou que a deliberação do Senado será de extrema importância porque será a primeira vez que a Casa vai se posicionar a cerca do afastamento de um político: “será usada como paradigma para o futuro. Nossos mandatos são passageiros, mas a Constituição é eterna”.

“O momento do Brasil é grave, mas está crise vai passar, o país é maior do que isso. Daqui a dez, vinte, trinta anos, a Operação Lava jato será um capítulo importante para a história, mas não vai se resumir a isso, o voto popular é soberano. É bobagem pensar que alguma força humana vai conseguir impedir a operação”, assegurou.

*com informações da CBN