Paraíba tem Dia D de vacinação contra sarampo

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza, neste sábado (19), o Dia D de vacinação contra o sarampo. A campanha teve início no dia 7 deste mês e vai até o dia 25 com o objetivo de vacinar crianças entre seis meses e menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias).

O intuito da ação é interromper a circulação viral e controlar a doença na Paraíba. A meta mínima a ser alcançada na campanha corresponde a 95% de cobertura vacinal, de forma homogênea, do público-alvo a ser vacinado.

De acordo com a chefe do Núcleo de Imunização da SES, Isiane Queiroga, é importante que os pais que ainda não atualizaram a caderneta de vacinação de seus filhos aproveitem o Dia D para levarem suas crianças para vacinar.

“Todas as unidades de saúde estarão abertas o dia todo, das 8h às 17h. Este é um momento importante para levar a caderneta, avaliar e, caso seja necessário, tomar a vacina para que fique protegido”, disse Isiane.

Veja quem deve tomar a vacina

As crianças de seis meses a 11 meses devem tomar a chamada ‘dose zero’. Com 12 meses, a criança irá tomar a tríplice viral e, com 15 meses, a tetra viral. Crianças até quatro anos 11 meses e 29 dias terão o cartão de vacinação atualizado e será ofertada a vacina conforme a situação encontrada.

Caso estejam comprovadas as duas doses, não é necessário tomar nenhuma a mais, já sendo considerada imunizada.

Saiba onde se vacinar

João Pessoa

Os pais poderão levar seus filhos para tomar a vacina tríplice viral, das 8h às 17h, em todas as Unidades de Saúde da Família (USF), Policlínicas Municipais, Centro Municipal de Imunizações (CMI) e no posto móvel, em parceria com o Rotary Club, na Skate Plaza Manaíra, localizada na Avenida Governador Flávio Ribeiro Coutinho.

Campina Grande

Em Campina Grande a Secretaria Municipal de Saúde vai disponibilizar em 55 pontos de vacinação, das 8h às 17h.

A abertura oficial do dia D acontece no Parque da Criança, local onde será oferecida a vacina como forma de atingir o maior número de crianças. A ação começa a partir das 8h. A vacina também pode ser tomada nos seguintes locais:

Distrito 1

UBSF Plínio Lemos
UBSF Wesley Targino
UBSF Campos Sales
UBSF Jardim América I
UBSF Jardim América II
UBSF Jardim Tavares
Centro de Saúde Francisco Pinto

Distrito 2

UBSF Raimundo Carneiro
UBSF João Rique
UBSF Bodocongó
UBSF Eduardo Ramos
Centro de Saúde Bela Vista

Distrito 3

UBSF Inácio Mayer
UBSF Bonald Filho
UBSF Jocel Fechine (CUITÉS)
UBSF Rosa Mística
UBSF Conceição UBSF
Jardim Continental
UBSF Jeremias
UBSF Araxá
UBSF Palmeira
UBSF Novo Araxá
UBSF Monte Santo
Centro de Saúde da Palmeira

Distrito 4

Parque da Criança
UBSF Tambor I
UBSF Tambor II
UBSF Estação Velha
UBSF ITARARÉ 03
UBSF José Aurino Barros
Centro de Saúde do Catolé

Distrito 5

UBSF Catingueira
UBSF Ronaldo Cunha Lima

Distrito 6

UBSF Malvinas
UBSF Rocha Cavalcante
UBSF Catolé de Boa Vista
UBSF Sabiá UBSF Bem-te-vi

Distrito 7

UBSF Cinza

Distrito 8

UBSF Galante I
UBSF Galante II/III

Distrito 9

UBSF Raiff Ramalho
UBSF Quarenta
UBSF Argemiro de Figueiredo
UBSF Maria de Lourdes Leôncio
UBSF Novo Horizonte
UBSF Romualdo Brito de Figueiredo
UBSF Severino de Souza Costa
UBSF Ressurreição
Centro de Saúde da Liberdade

Distrito 10

UBSF Malvinas V
UBSF Ricardo Amorim
UBSF Ramadinha
UBSF Malvinas IV

Cabedelo

O Dia D da campanha será na comunidade Vila Feliz

Conde

Todas as UBS do município vão promover a vacinação

Patos

Banco de Leite (Maternidade)

UPA 24 horas (Campo da Liga)

UBS Maria Marques (Jatobá)

UBS Horácio Nóbrega (São Sebastião)

Secretaria Municipal de Saúde (Brasília)

Sarampo

Os sintomas iniciais de sarampo são febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal e mal-estar intenso. Após estes sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias. São comuns lesões muito dolorosas na boca.

A doença pode ser grave com acometimento do sistema nervoso central e pode complicar com infecções secundárias como pneumonia, podendo levar à morte. As complicações atingem mais gravemente os desnutridos, os recém-nascidos, as gestantes e as pessoas com imunodeficiências.

Portal Correio