Parlamentar reclama de falta de água em bairros e anuncia audiência pública com a Cagepa - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Parlamentar reclama de falta de água em bairros e anuncia audiência pública com a Cagepa

SÉRGIO DA SACO vereador Sérgio da SAC (PSL), em seu pronunciamento na sessão ordinária desta quarta-feira (19), da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), reclamou da recorrente falta de água em diversos bairros da Capital. Ele ainda criticou a má prestação de serviços da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa).

O parlamentar ressaltou que no próximo dia 15 de abril, às 15h, acontecerá uma audiência pública com a presença de representantes da Cagepa para debater os problemas enfrentados por moradores da Capital e a discussão de possibilidades de melhorias no serviço prestado pela Companhia. “Esperamos que dia 15 possamos trazer o superintendente da Cagepa para que ele possa explicar a falta constante de água em diversos bairros de João Pessoa, como no Valentina de Figueiredo, Centro e Tambaú”, declarou.

Segundo Sérgio, além do problema de falta de água, outras questões serão discutidas no evento, como a presença recorrente de esgotos em céu aberto e ainda os buracos deixados quando a Cagepa faz algum serviço em determinada localidade e não realiza a reparação devida nas ruas e calçamentos. O vereador também se queixou da qualidade da água fornecida no bairro Valentina Figueiredo. “No Valentina, a qualidade da água é péssima, com grande quantidade de cloro e isso faz mal à saúde”, assinalou.

“Temos escutado reivindicações da população e acreditamos que a Cagepa tem uma má qualidade no serviço prestado. Não podemos aceitar essa má prestação de serviço, e se tiver que faltar água,  que se faça um calendário avisando. Contudo, em Gramame e na Praia do Sol são localidades onde não existe o fornecimento de água, esse elemento, um dos mais essenciais ao ser humano, e que sem o qual não conseguimos viver”, declarou.

O presidente da CMJP, Durval Ferreira (PP), e os vereadores Chico do Sindicato (PP), Renato Martins (PSB), Djanilson (PPS), Helton Renê (PP), Marmuthe (SDD), Marco Antônio (PPS), Professor Gabriel (SDD), Bruno Farias (PPS), Benilton Lucena (PT) e Santino (PT do B) se acostaram ao pronunciamento de Sérgio da SAC pela importância do tema proposto.

Renato Martins afirmou que é um tema pertinente dentro dos problemas da cidade, mas que os enfrentados com a falta de água vão ser atenuados com a construção da adutora Translitorânea.  “Em maio, o governo do Estado vai inaugurar a Translitorânea, que vai proporcionar 600 litros de água a mais por segundo e representa um aumento em 30% na capacidade de distribuição de água. É uma obra demorada e complexa, que não vai resolver 100% do problemas, mas vai amenizar para que tenhamos menos falta de água”, afirmou.

Marmuthe lembrou que já foi autor de uma audiência pública com a Cagepa em que se debateu os problemas, mas que não houve retorno por parte da Companhia em solucionar os problemas propostos. “Tivemos a oportunidade de debater esses problemas, como a má prestação do serviço prestado. Fizemos várias reivindicações e nada foi feito no sentido de atender às reivindicações colocadas na audiência. É uma falta de preocupação e responsabilidade por parte da gestão da Cagepa para com os nossos municípios”, destacou.

 

Clarisse Oliveira