Parlamentar sugere sistema de gravação por câmeras em creches, berçários e escolinhas de João Pessoa

benilton luluPercebendo o panorama atual da cidade de João Pessoa, o vereador Benilton Lucena (PT) encaminhou à Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) duas indicações ao Executivo Municipal. A primeira sugestão dispõe sobre a obrigatoriedade de os institutos de longa permanência para crianças e congêneres, tais como creches, berçários e escolinhas do município, instalarem sistema de gravação por câmeras de vídeo. Já a segunda indicação dispõe sobre o atendimento às pessoas portadoras de deficiência auditiva nas repartições públicas da Capital.

Conforme o parlamentar, a instalação de câmeras nas creches traz mais segurança tanto para os funcionários e crianças como para os pais que deixam seus filhos num ambiente de confiança. “A instalação de um sistema de câmeras dentro de creches municipais tem por base manter a proteção da integridade física e moral dos funcionários e das crianças frequentadoras desses ambientes escolares”, justificou Benilton.

A indicação desse projeto traz como princípio maior desestimular ações delituosas dentro do ambiente das creches e, em contrapartida, insere no ambiente escolar tranquilidade à comunidade docente e discente.

Atendimento a deficientes auditivos nas repartições públicas

Benilton Lucena também julgou que, apesar das conquistas obtidas pelas pessoas com deficiência auditiva na sociedade, ainda há muito que se avançar no processo de inserção  desses indivíduos no meio social, então nada mais oportuno que a implementação de um projeto para abarcar as políticas nacionais da comunidade surda.

Além de facilitar e trazer benefícios para as pessoas portadoras de deficiência auditiva, a matéria apresentada pelo parlamentar visa a ampliar o mercado de trabalho para pessoas habilitadas ao atendimento especializado a pessoas surdas, por meio da comunicação pela Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O atendimento deverá ser disponibilizado quando solicitado pela pessoa portadora de deficiência auditiva ou por seu acompanhante devidamente identificado. Assim, a inserção de pessoas habilitadas ao atendimento especializado a pessoas com surdez nas repartições públicas beneficia a acessibilidade de informações importantes do setor público a esses cidadãos.
As indicações do vereador seguiram para análise e se submeterão ao crivo do Poder Executivo a respeito da viabilidade de sua implementação como forma mais adequada de resguardar os interesses do município de João Pessoa.

 

Da assessoria do vereador (Thâmara Roque)