Passaporte para o segredo: Coreia do Norte

Correio visitou a Coreia do Norte, comandada por uma dinastia comunista totalitária que, hoje, com sua bomba atômica, provoca apreensão em todo o planeta. O repórter Renato Alves estava no país mais fechado do mundo em 3 de setembro, data do sexto e, até então, mais potente teste nuclear feito pelo regime de Kim Jong-un. Ele sentiu a terra tremer e foi apresentado à equipe envolvida no desenvolvimento da temida arma.

Diferentemente da maioria dos poucos estrangeiros que conseguem entrar na nação asiática, o repórter não se infiltrou em uma das excursões organizadas por empresas parceiras, com pacotes vendidos na vizinha China. Ele obteve um visto especial de jornalista e, por isso, sofreu uma vigilância muito mais intensa que a reservada aos turistas.

Mesmo assim, Alves conseguiu deixar a parte norte da Península Coreana com um material farto e inédito no mundo ocidental. São mais de 500 fotografias e dezenas de curtos vídeos, inclusive de cenários e cenas proibidos pelo governo do país que cultua seu líder como um deus. O resultado dessa viagem você confere neste especial, que será publicado ao longo de oito dias, entre 24 de setembro e 1º de outubro de 2017.

Pyongyang é uma festa // Enquanto o resto do mundo teme uma guerra nuclear, a Coreia do Norte festeja. A capital, Pyongyang, tem shows diários desde 3 de setembro, quando ocorreu o bem-sucedido teste atômico destinado aos mísseis balísticos intercontinentais. Militares, estudantes, mulheres, jovens e crianças cantam e dançam ao som de músicas com temas que exaltam o poder de sua bomba. Continue lendo

A vitrine norte-coreana // Carros novos, edifícios altos, centros de estudos com milhares de computadores, um exclusivo clube de hípica, lojas com produtos encontrados em um típico país capitalista. Kim Jong-un transformou Pyongyang em vitrine do regime. Ali, ao menos oficialmente, todos têm acesso a serviços básicos da melhor qualidade e completas instalações para saúde, educação e entretenimento. Continue lendo

Expediente

Diretora de redação Ana Dubeux

Editores executivos Plácido Fernandes e Vicente Nunes

Editora de Mundo Ana Paula Macedo

Editores de internet Anderson Costolli e Humberto Rezende

Reportagem Renato Alves

Fotos e vídeos Renato Alves, exceto quando indicado

Projeto para internet Humberto Rezende

Revisão de textos Ailon Pedrosa e Rubens Leal

Edição de vídeo Jéssica Marschner (estagiária sob supervisão de Humberto Rezende)

Correio Braziliense