Paty Bumbum é presa em casa, na Zona Oeste do Rio

Paty Bumbum é presa em casa, na Zona Oeste do Rio

Agentes da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) prenderam, nesta segunda-feira, a massoterapeuta Patrícia Silva dos Santos, a Paty Bumbum, de 47 anos. Ela — que teve a prisão temporária por 30 dias decretada pela Justiça — estava em casa, em Curicica, na Zona Oeste do Rio. Na residência os policiais apreenderam produtos que Paty usaria em procedimentos estéticos. As informações são do “Bom Dia Rio”.

“Encontramos silicone e medicamentos que, segundo ela, são para preenchimento dos lábios. Vamos verificar se o silicone é de uso industrial e também esses medicamentos”, disse o delegado Eduardo Freitas, titular da 42ª DP, em entrevista ao telejornal.

De acordo com ele, testemunhas contaram que foram submetidas a procedimentos feitos por Paty e também a massoterapeuta Valéria dos Santos Reis, de 54 anos, que está foragida.

“Duas testemunhas contaram que foram vítimas dela e da Valéria. Essas vítimas desenvolveram trombose em virtude dos produtos aplicados”, contou freitas ao “Bom Dia Rio”.

Paty, que já havia sido indiciada por exercício ilegal da medicina e respondia em liberdade, é agora investigada também por organização criminosa e eventual participação no homicídio da modelo Mayara Silva dos Santos, de 24 anos, após um procedimento estético no dia 20 do mês passado. Ela teve complicações e morreu no mesmo dia.

Também foi presa nesta segunda Ohana Hindara de Lima Diniz. Ela era amiga de Mayara e teria acompanhado a modelo durante o procedimento estético. Foi para a casa de Ohana que Mayara foi quando se sentiu mal.