João Pessoa 12/12/2018

Início » Destaque » Paulo Guedes anuncia mais seis nomes da próxima equipe econômica

Paulo Guedes anuncia mais seis nomes da próxima equipe econômica

Futuro ministro definiu que Waldery Rodrigues será o secretário de Fazenda. O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, e o secretário-executivo da pasta, Gleisson Rubin, também farão parte da sua equipe

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou, neste sábado, a escolha de mais seis nomes para compor a pasta: Marcelo Guaranys, para secretário-executivo; Waldery Rodrigues Júnior, para secretário-geral de Fazenda; Esteves Colnago, secretário-adjunto de Fazenda; Paulo Uebel, para secretário-geral de Desburocratização, Gestão e Governo Digital; Gleisson Cardoso Rubin, para secretário Geral Adjunto de Desburocratização, Gestão e Governo Digital; e Carlos da Costa, para secretário Geral de Produtividade e Competitividade.

Guaranys é o atual Subchefe de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais da Casa Civil da Presidência da República e presidiu a Agência de Aviação Civil (Anac) no governo Dilma Rousseff e hoje.

Servidor da carreira de analista de Finanças e Controle do Tesouro Nacional, ele é bacharel em Economia e em Direito, mestre em Direito Público pela Universidade de Brasília. Foi também diretor de Regulação da Anac e assessor especial para infraestrutura na Casa Civil.

 

Engenheiro formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), mestre e doutor em economia pela University of Michigan e UnB, respectivamente, Waldery tem experiência no setor público, segundo a nota da equipe de Guedes.

Pesquisador concursado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e consultor do Senado Federal na área Política Econômica. Desde 2016, estava cedido do Senado para a Assessoria Especial do Ministério da Fazenda. Já exerceu diversos cargos no Ministério da Fazenda, no IPEA, no Senado e preside o Conselho Fiscal da BB-Corretora.

Guedes chama atual ministro do Planejamento

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, é analista do Banco Central do Brasil desde 1998. Mestre em Economia pela Universidade de Brasília e já exerceu os cargos de Secretário-Executivo Adjunto dos Ministérios da Fazenda e do Planejamento, de Secretário-Executivo do Ministério do Planejamento, de Presidente dos Conselhos do BNDES, do IRB e do CRSFN.

Uebel possui mestrado em administração pública pela Columbia University e é bacharel em ciências jurídicas e sociais pela PUC-RS, especialista em direito tributário, financeiro e econômico pela UFRGS, e especialista em liderança global pela Georgetown University.

Foi Secretário Municipal de Gestão da Prefeitura de São Paulo, CEO da WeWork Brasil e CEO Global do LIDE – Grupo de Líderes Empresariais. Antes, foi diretor executivo do Instituto Millenium, fundado por Guedes para promover o liberalismo econômico.

em