Paulo Guedes ‘celebra’ ao saber que não levará ‘tiro’ do PSL na CCJ

O ministro da Economia, Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que comparecerá à audiência pública da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados marcada para a próxima 4ª feira (3.abr.2019), da qual se ausentou na 3ª feira (26.mar).

Na ocasião, o ministério afirmou por meio de nota que “a ida do ministro da Economia à CCJ será mais produtiva a partir da definição do relator” da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que reforma a Previdência.

A confirmação foi feita durante sua participação em audiência da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado nesta 4ª feira (27.mar). Nesta, o objetivo foi discutir Lei Kandir e endividamento dos Estados.

O economista informou que foi aconselhado a se ausentar: “Você vai chegar lá e o seu partido vai atirar em você, além disso a oposição também vai atirar, além disso não tem relator. Você vai perder seu tempo”.

“Parece que eu não vou levar tiro pelas costas do meu partido. Eu tô celebrando. Acho que só vou levar na frente”, afirmou em referência ao partido do presidente Jair Bolsonaro e à oposição.

Na noite de 3ª (26.mar), a líder do governo no Congresso, Joice Hasselman (PSL), disse que o governo fechou questão em favor da reforma com uma “pequena margem de erro”.

O presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL), afirmou que a comissão deve avaliar a constitucionalidade da reforma no dia 17 de abril.