João Pessoa 10/12/2018

Início » Destaque » Paulo Guedes diz que reforma da previdência é primeiro ‘grande item’ do modelo econômico de Bolsonaro

Paulo Guedes diz que reforma da previdência é primeiro ‘grande item’ do modelo econômico de Bolsonaro

Paulo Guedes — Foto: Reprodução/TV Globo

Guedes citou ainda outras medidas como simplifcar e reduzir impostos, eliminar encargos e impostos trabalhistas sobre a folha de pagamentos para gerar, em dois ou três anos, 10 milhões de empregos novos.

Segundo o guru econômico de Bolsonaro, o principal problema do país é o descontrole de gastos públicos, que “corrompeu a política e travou o crescimento econômico”.

Vitória ao lado de ‘poucos amigos’ e ‘família’

O presidente do PSL, Gustavo Bebbiano, também conversou com jornalistas após a vitória de Bolsonaro. Ele contou como o o presidente eleito acompanhou a vitória nas eleições.

“Só a família dele, alguns poucos amigos. Do partido pouquíssima gente, tava Julian Lemos, deputado federal agora, coordenador da campanha e do partido no Nordeste. Onyx Lorenzoni, general Heleno… Então, foi um momento de muita alegria, o presidente comemorando com a primeira dama, sempre de forma muito contida, muito equilibrada”, contou.

Bolsonaro recebeu telefonema de Donald Trump, diz Gustavo Bibiano
G1 Eleições 2018 RJ
Bolsonaro recebeu telefonema de Donald Trump, diz Gustavo Bibiano

Bolsonaro recebeu telefonema de Donald Trump, diz Gustavo Bibiano

Defesa

O general Augusto Heleno, nome cotado para o Ministério da Defesa, disse que já vinha conversando com Bolsonaro sobre muitos temas que, agora, o militar afirmou que precisarão ser colocados em prática. O oficial adiantou que não há um projeto principal. Segundo ele, tudo é prioritário e urgente.

“Não tem nenhum projeto que eu possa dizer: ‘Ah, esse vai ser o primeiro projeto a ser colocado em prática’. Nós temos tudo de prioridade e urgência. Não adianta eu adiantar isso aqui. Eu não sou o primeiro-ministro do Bolsonaro, ele não tem primeiro-ministro. Ele é o presidente. Ele agora vai sentar e vai definir quais são ações. E ele só vai ser presidente a partir de 1 de janeiro”, disse.

G1.com