Pedreiro é morto a tiros na frente da filha em João Pessoa, diz polícia

revolver bocãoUm pedreiro, de 40 anos, foi morto a tiros dentro de casa, na comunidade 1º de Abril, no bairro do Grotão, em João Pessoa, na noite de quarta-feira (6). Segundo informações da Polícia Militar, a filha do pedreiro e uma vizinha estavam com ele no momento do crime e flagraram o homicídio. Um homem armado invadiu a residência e efetuou vários disparos de arma de fogo.

No tiroteio, a vizinha do pedreiro foi atingida no pé e depois encaminhada para o Hospital de Ortotrauma de Mangabeira. De acordo com delegado plantonista de homicídios, Paulo Josafá, com base na cena do crime, a vítima tentou correr para fugir dos tiros, mas não conseguiu e morreu no local. Ainda segundo a Polícia Civil, durante buscas pela área, em um outro momento, a polícia encontrou armas na casa do pedreiro, mas as possíveis motivações para o crime não foram informadas pela polícia.

A vizinha ferida passou por procedimento cirúrgico no Hospital de Ortotrauma e até o início da manhã desta quinta (7) seguia internada em estado de saúde considerado estável. A polícia realizou buscas pela comunidade onde foi registrado o homicídio, mas até as 8h40 (horário local) desta quarta, nenhum suspeito de envolvimento com o crime tinha sido detido. O corpo do pedreiro foi encaminhado para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal, no bairro do Cristo Redentor.

Segundo homicídio em João Pessoa

Outro homicídio foi registrado pela polícia na noite de quarta-feira (6), em João Pessoa. Um jovem, de 23 anos, morreu após ser baleado no Bairro das Indústrias, por volta das 18h (horário local). A vítima chegou a ser encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa por volta das 18h35 (horário local), mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu na unidade.

G1-PB