Pedro defende mudanças no sistema político e diz que corrupção se pune

Pedro defende mudanças no sistema político e diz que corrupção se pune

PEDRO C LIMA IMPEACHMENTJá era madrugada deste domingo (17), quando o deputado federal paraibano Pedro Cunha Lima (PSDB) subiu à tribuna da Câmara para convocar a população brasileira para promover mudanças profundas no sistema político do País. O parlamentar criticou ainda a tentativa do PT de minimizar os escândalos de corrupção das gestões petistas, insistindo na tese que casos semelhantes aconteceram em outros governos.
“Corrupção não se compara, se pune. Quem deixa de condenar políticos para compará-los, termina por reproduzi-los e autorizá-los”, frisou.
Defendendo mudanças profundas no sistema político brasileiro, o parlamentar continuou. “É preciso mudar. Mudar por completo. Quem pensa que este julgamento encerra um ciclo, se apega a menor parcela de tudo isso. Isso é só o começo; e não para mais. Chegando um outro partido político na presidência, repita os erros e vícios praticados e o desfecho, por bem, já será conhecido”.
Para Pedro, a questão não é ideológica, não passa por uma discussão de ser de direita, de esquerda ou de centro. Ele rechaça ainda os que tratam como uma mera questão partidária, reduzida ao PT, PMDB, PSDB.
“O que discutimos nesse instante são limites mínimos. Limites básicos para a gestão daquilo que é público. Quem vence nas urnas não conquista um direito acima do povo, mas um dever abaixo dele. Quem tem a maioria dos votos, não pode querer levar o Brasil para um quarto de hotel, não pode querer usar um Ministério para interromper uma investigação policial. A existência política de um povo não se encerra no dia da eleição”, defendeu na tribuna.
ParlamentoPB