Pedro detona Bolsonaro e diz que jamais votaria ’em candidato que defende tortura e a ditadura’

“Jamais votarei em uma pessoa que defende a tortura, a ditadura, é contra o homossexualismo e se alegra com o falecimento de um parente de um adversário seu. Gosto de estar ao lado de pessoas que traduzam valores”. (Foto: Reprodução)

Em entrevista a rádio Arapuan, na tarde desta segunda-feira (10), o deputado Federal Pedro Cunha Lima  (PSDB) criticou o presidente da República, Jair Bolsonaro e disse que jamais votaria nele. “Jamais votarei em uma pessoa que defende a tortura, a ditadura, é contra o homossexualismo e se alegra com o falecimento de um parente de um adversário seu. Gosto de estar ao lado de pessoas que traduzam valores”, criticou o parlamentar ao lembrar de alguns comentários que foram dados por Bolsonaro nos último meses.

Ainda durante entrevista ao Programa Arapuan Verdade, Pedro destacou que não tem como defender um político que tripudia da dor do seu adversário, lembrando da polêmica envolvendo o presidente da OAB, que teve seu pai morto pela ditadura e que Bolsonaro brincou com o caso, perguntando se o mesmo não gostaria de saber como o seu pai teria sido morto. O caso gerou mal estar e foi manchete internacional.

Pedro ainda comentou sobre as eleições de 2020, dizendo que vai lutar para que o PSDB apresente candidatura própria nesses dois colégios eleitorais.

Ainda sobre o processo eleitoral, Pedro Cunha Lima  disse ainda é muito cedo para discutir sobre o assunto. “Este ano é administrativo, é o ano de trabalhar  pelo povo e, portanto, vamos deixar para discutir sobre política no próximo ano”, finalizo o deputado.

ClickPB