Petistas colocam cargos à disposição e se afastam do partido - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Petistas colocam cargos à disposição e se afastam do partido

petistas na berlindaA pressão exercida pelo diretório estadual do Partido dos Trabalhadores na Paraíba sobre os filiados que exercem cargos no Governo do Estado surtiu um efeito inesperado no dia de hoje. “Convidados” a escolher entre as funções ou a permanência no PT, Carlos Alberto (executivo da Infraestrutura), Francisco Linhares (diretor da PB-Tur) e Maria Aparecida Henriques (comissionada da Secretaria de Agricultura) acabaram se posicionando pelas duas alternativas. Tanto colocaram os cargos à disposição do governador Ricardo Coutinho (PSB) quando pediram para se afastar o partido. O assunto é tratado em uma carta aberta subscrita pelos três e divulgada pelo Parlamentopb. O secretário Marenilson Batista, pré-candidato a deputado estadual, ainda não se posicionou, embora esteja na mira do PT.
O documento foi entregue hoje à tarde ao diretório estadual do PT e aponta as razões pelas quais os três petistas apoiam o governo de Ricardo Coutinho e as similaridades que veem entre a gestão do PSB da Paraíba e a de Dilma Rousseff (PT). O afastamento deles do PT é tratado como uma decisão pessoal. Em outro ponto, Maria Aparecida, Carlos e Linhares defendem a criação de comitês “Ricardo e Dilma” para tratar da relação de identidade entre os dois governos. Eles também assumem compromisso com a reeleição de Ricardo e ao mesmo tempo colocam os cargos à disposição para que o chefe do executivo estadual decida o destino dos três dentro do Governo.
Ricardo Coutinho já recebeu a carta, mas ainda não se posicionou a respeito.
O presidente estadual do PT, Charliton Machado, havia dado prazo até o dia 21 para que os filiados ao PT que exercem cargos no Governo da Paraíba escolhessem entre as funções ou a permanência no partido. No dia 27, a executiva estadual vai se reunir para decidir o que fazer em relação ao conflito.
ParlamentoPB