“A pior gestão que estar havendo em Santa Rita”, diz aposentada aterrorizada com medo de redução de seu salário de 50% em assembleia no SINFESA

“Trabalhei a vida inteira prestando serviço à prefeitura de Santa Rita, e hoje possuo uma patologia e a gestão do prefeito Panta quer reduzir meu salário que adentrei no serviço público desde a constituinte”, disse aposentada em assembleia na sede do sindicato nesta última sexta-feira (1), com aposentados, pensionistas e servidores que estão prestes a concluir sua contribuição por tempo de serviço e que estão sendo ameaçados de trabalhar mais cinco anos segundo o IPREV da gestão Panta.

Com muita revolta e indignação os servidores da prefeitura de Santa Rita se reuniram e discutiram as medidas tomadas pela gestão do prefeito Panta que vem endemonizando os servidores inativos mesmo depois de concluir tempo de serviço foi anunciada pela gestão que pode reduzir salários e obrigar servidores do quadro efetivo que estão solicitando aposentadoria a trabalhar mais cinco anos além do que prevê a Lei desde a constituição de 1983 a 1988. A gestão anunciou ainda um decreto de nº 32 que congelando todos os tipos de benefícios a todos os servidores que se estende até direitos adquiridos um verdadeiro terror, um pacote de maldade jamais visto na gestão pública.

De acordo com a sindicalista Lêda dos Santos afirmou na assembleia que o superintendente do IPREV está alegando que os servidores efetivos que estão solicitando aposentadoria que o superintendente pretende usar a medida ‘40’ e não pela ‘41’ que prevê cortar pela metade o salário de servidor que possui entre 30 anos ou mais do tempo de serviço e, que a assessoria jurídica do sindicato foi acionado e que todos servidores estão respaldado em Lei, inclusive várias consultoria foram realizadas e o que a gestão pensa em fazer para prejudicar o servidor, o sindicato estar agindo em defesa e que se houvesse algo errado nas aposentadorias o TCE-Pb, já haveria detectado e notificado a prefeitura que nenhum servidor vai perder seu direito mesmo estando aposentado, tranquilizou Lêda dos Santos.

A Sindicalista explicou também que os servidores que iniciaram no quadro do serviço público antes de 1983 são considerados efetivos e os que no período da constituição de 1983 a 1988 que participavam de um quadro instável e que a prefeitura de Santa Rita não demitiu esses servidores e que foram acatados na gestão a época, que para a justiça são os mesmos efetivos segundo a Lei, e os concursados são os estatutários e que a gestão pública estabelece as mesmas regras para a aposentadoria, e hoje a prefeitura vem com essa ideia em retirar esses direito e que o sindicato está elaborando uma denúncia ao Ministério Público, TCE-PB  além de impetrar uma ações judiciais contra a gestão que existe vários casos diferenciado de servidores com redução e perda de salários e benefícios além da coleta de contracheques dos servidores de todas as categorias alegando que sofreram retiradas do salário antes do que foi anunciado ao decreto para o dia 1º de setembro, frisou.

Lamartine do Vale