Pipeiros param e deixam Zona Rural de Cajazeiras sem água

Moradores da Zona Rural de Cajazeiras, município do Sertão paraibano, a 485 quilômetros de João Pessoa, estão sem abastecimento de água através de carros-pipa, que é a única forma que eles possuem para conseguir água. A situação ocorre porque os pipeiros paralisaram as atividades nessa segunda-feira (4) por falta de pagamento pelo serviço.

Ao Portal Correio, a coordenadora de Recursos Hídricos de Cajazeiras, Maria de Fátima Freitas, informou que a Zona Rural é abastecida por 14 carros-pipa, que distribuem água em 311 pontos.

Porém, os pipeiros alegam que estão sem receber pagamento há pelo menos três meses e que não possuem recursos para manter o funcionamento dos veículos, já que estão em dívida com postos de combustível e mecânicos para manutenção dos caminhões.

“Eles pararam os serviços não só aqui em Cajazeiras, mas em municípios vizinhos também. A alegação é de que o Exército não repassou o pagamento desde julho e que aguardam pelo menos o pagamento de um mês atrasado para que possam quitar dívidas com os fornecedores e retomar o trabalho”, disse Maria de Fátima.

A falta da distribuição da água deve começar a afetar escolas, moradores de regiões mais isoladas, o presídio regional e até a Superintendência de Polícia Civil. “Em apenas uma dessas escolas da Zona Rural temos 500 pessoas, entre alunos e funcionários, que estão sendo prejudicadas pela falta de água. A situação hídrica de Cajazeiras é uma das piores do estado. Açudes e barreiros estão com nível muito baixo e agora sem carros-pipa. A gente espera que tudo se resolva o mais rápido possível”, afirmou à coordenadora.

O Portal Correio tentou contato com o 16º Regimento de Cavalaria Mecanizada do Exército (16º RCMEC), que fica em Bayeux e é responsável pela operação dos carros-pipa em Cajazeiras, para saber um posicionamento sobre a falta de pagamentos dos pipeiros, mas os números de telefone informados no site do Exército não estavam funcionando.

Portal Correio