Piquet ataca Senna: “piloto horrível que sempre foi sujo na carreira”

piquet alfineta sennaO tricampeão mundial Nelson Piquet nunca escondeu que ele e o compatriota Ayrton Senna nunca foram melhores amigos. A rivalidade entre os dois, que marcou boa parte dos anos 80 no circuito da Fórmula 1, ficava evidente na relação nada amistosa que mantinham fora das pistas. Mas em uma entrevista para o portal Uol, o ex-piloto resolveu soltar o verbo de uma forma que poucos esperavam.
Durante o GP da Hungria, realizado no último fim de semana – e que marcou a 30ª edição da prova no circuito de Hungaroring – o ex-piloto das equipes como McLaren, Brabham, Williams, Lotus e Benetton atacou o estilo de pilotagem do também tricampeão mundial.
“Senna sempre foi muito sujo na sua carreira. Ganhou o campeonato de F-3 porque ele bateu no Martin Brundle, em Brands Hatch, na última corrida, acabou com o carro em cima. (na verdade o acidente a que Piquet se refere aconteceu em Oulton Park, na 17ª etapa das vinte realizadas). Fez o mesmo com Prost em 90 para ganhar o campeonato”, afirmou o ex-piloto, que reprovou essas atitudes.
“Eu não concordo com isso. No automobilismo, você precisa ser limpo. Quer ser campeão? Tudo bem. Mas precisa ser limpo. Ele não era limpo na pista. Foi por isso que mostrei o dedo do meio para ele”.
Na Hungria, Piquet ainda relembrou diversas passagens da prova inaugural em Hungaroring, em 1986. Começando pela famosa ultrapassagem feita por fora na primeira curva de Hungaroring, que lhe garantiu a vitória. Descontraído, Piquet foi inicialmente irônico: “Senna era um piloto horrível, era fácil ultrapassá-lo”, disse, arrancando risos de seus interlocutores.
Questionado se realmente havia mostrado o dedo médio a Senna ao completar a manobra, ele descreveu a manobra.
“Você viu toda a ultrapassagem? Você viu as duas voltas anteriores? Olhando com calma, na primeira vez eu tento por dentro, e ele me empurra para o lado sujo da pista. E na segunda vez ele tenta fazer o mesmo. Mas ao invés de ir para a direita, eu coloco de lado pela esquerda e ele não esperava isso”.
Gazeta Online