PMDB cobra de Dilma cargos para quem não ganhar as eleições - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

PMDB cobra de Dilma cargos para quem não ganhar as eleições

PMDBO PMDB realiza hoje a sua aguardada convenção nacional para homologar a aliança com o PT e o apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Apesar de existir um grupo dissidente na legenda, é pouco provável a possibilidade de uma surpresa desagradável para a petista.

Na verdade, o que deverá se saber hoje é o tamanho dessa ´rebeldia´.

O mais precioso ´diamante´ que o PMDB tem a oferecer ao PT e à sua candidata é o horário gratuito no rádio e na TV – 2 minutos e 18 segundos diários -, até porque Dilma já sabe que em vários Estados o PMDB fará campanha contra, a exemplo do Rio de Janeiro.

“Nas eleições presidenciais, a contribuição real do PMDB está no seu tempo de TV”, atesta o cientista político da Universidade de São Paulo (USP) José Álvaro Moises.

Ocorre que o grupo ´governista´ do PMDB – controlado pelos senadores Romero Jucá (Roraima), Renan Calheiros (Alagoas) e José Sarney (Maranhão e Amapá) – fez chegar à coordenação da campanha de Dilma uma exigência adicional para sacramentar a coligação.

Os peemedebistas querem a garantia de uma espécie de ´rede de proteção´ para os candidatos do partido que disputarem os governos estaduais e eventualmente não lograrem êxito, especialmente Renan Filho, Roberto Jucá e Veneziano Vital do Rêgo, irmão do senador Vital Filho.

Entenda-se por ´rede de proteção´ um cargo no primeiro ou segundo escalão, na hipótese da reeleição de Dilma.
*fonte: jponline

Fonte: Da Redação*