Polícia Civil, Receita e Exército apreendem 250 toneladas de explosivos

Material foi encontrado em galpão de transportadora – Divulgação

Rio – Uma ação conjunta da 22ª DP (Penha), Receita Federal e do Exército Brasileiro localizou e apreendeu 250 toneladas de explosivos, nesta quarta-feira. O material estava armazenado em um galpão de uma transportadora, cujo local não foi divulgado por questões de segurança.

A ação foi iniciada pela Polícia Civil junto à Divisão de Vigilância e Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp) da Receita. “Quando vimos a quantidade de explosivos, em um local sem condições de segurança para armazenamento, chamamos o Exército”, disse o delegado Fabrício Oliveira, titular da 22ª DP, que instaurou inquérito sobre crime de porte ilegal de explosivos.

Durante a fiscalização, o Exército Brasileiro constatou que a empresa não possuía Certificado de Registro (CR) para armazenar explosivos e que o galpão não apresentava condições mínimas de segurança. Entre os materiais apreendidos estavam emulsões explosivas, cordéis detonantes, detonadores e espoletas.

De acordo com o delegado, armazenar explosivos sem autorização é crime e a empresa será autuada. “O próximo passo da investigação é saber a procedência desse produto e para onde ele iria. Essa quantidade não chegou de uma só vez. Já deve estar aí tem tempo”.

O Dia