Polícia Militar apreende 41 suspeitos acusados de desordem em queima de fogos neste final de semana

Polícia Militar apreende 41 suspeitos acusados de desordem em queima de fogos neste final de semana

Cel Euller informou que as prisões e apreensões foram em decorrência de chamados por cidadãos por meio do 190 (Foto: Walla Santos)

A Polícia Militar da Paraíba deteve 41 pessoas no final de semana, entre sábado (11) e domingo (12), por perturbação da ordem pública na Paraíba. Foram presos 35 pessoas e apreendidos seis adolescentes por queima de fogos em horários inapropriados, segundo informações do comandante-geral da PM, Euller Chaves. A maior parte das prisões aconteceram em comunidades de João Pessoa e Campina Grande.

As prisões e apreensões foram em decorrência de chamados por cidadãos por meio do 190. “Fomos acionados principalmente por queima de fogos em comunidades. Nessas comunidades humildes, temos também trabalhadores que acionam a polícia”, explicou. Os suspeitos foram encaminhados para delegacias, onde assinaram Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) e foram liberados.

No total, no mesmo período, foram registrados pelo Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) 132 casos de desordem ou perturbação da ordem pública na Paraíba. Para a Polícia Militar, o número é considerado fora da curva. “É um número atípico, tendo em vista que foram todos em um fim de semana”, comentou Euller Chaves.

Vídeos de queimas de fogos em comunidades de João Pessoa e Campina Grande foram compartilhados pelo WhatsApp, onde supostamente uma facção criminosa comemorava um ano de atividade na Paraíba. A Polícia Militar informou que teve acesso aos vídeos, mas não confirmou que as gravações tenham ligações com as prisões.

O delegado-geral da Polícia Civil da Paraíba, Marcos Paulo Vilela, comentou que teve acesso aos vídeos e que inquéritos devem ser abertos para apurar a relação com as ocorrências registradas pela Polícia Militar. A princípio, segundo o delegado, nos vídeos aos quais ele teve acesso, não foram identificadas condutas criminosas, embora moralmente reprováveis.

ClickPB