Polícia prende fugitivo de penitenciária acusado de matar mulher em Santa Rita

Matou a mulherA Polícia Civil, por meio do Núcleo de Homicídios de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa, apresentou na manhã desta sexta-feira (11), Edson Domingos de Souza, de 30 anos. Ele é acusado de matar a tiros, em fevereiro deste ano, Dayse da Silva Martins, de 23 anos e ainda ferir o pai dela, Gerônimo Ferreira Martins, de 52 anos. O acusado foi preso na quinta-feira (10), na Capital.

De acordo com o delegado Everaldo Medeiros, gestor da Polícia Civil da 5ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), o acusado, que também é conhecido por ‘Adézio’, teria invadido a casa da vítima já atirando e tinha o intuito de cometer o homicídio. “Trabalhamos com duas linhas de investigação. A primeira é que ‘Adézio’ teria ido à casa da Dayse para tratar de uma possível dívida de drogas que teria com o pai dela, Gerônimo. A segunda é que, por ter tido um relacionamento com Dayse, ele foi até a casa dela para tomar satisfações”, disse o delegado, que ressaltou que o crime foi cometido na frente de duas crianças, de 3 e 5 anos, filhos de Dayse. “As crianças viram todo o ocorrido e ficaram do lado da mãe enquanto o socorro não chegava. O avô delas, mesmo machucado, foi em busca de ajuda. Dayse ainda foi socorrida para o hospital, mas não resistiu”, disse.

Durante as investigações foi possível reunir os indícios de que Edson era o autor do homicídio. “Como já tínhamos provas robustas de que Edson era o autor do crime, montamos um esquema em conjunto com a Polícia Militar para prender o acusado”, afirmou Everaldo Medeiros.

Edson estava em uma casa, no bairro dos Novaes, quando foi preso. “Recebemos informações da PC e coletamos depoimentos na localidade do crime, descobrimos que ele estaria escondido em um bairro de João Pessoa. Levantamos dados e conseguimos chegar até ele. Não houve resistência à prisão. Descobrimos inclusive que ele é fugitivo da Penitenciária Média de Mangabeira, em João Pessoa”, ressaltou o tenente coronel Júlio César, comandante do 7º BPM.

“A integração entre as duas polícias (PM e PC) tem dado frutos. É um trabalho que tem surtido efeito, nos reunimos semanalmente para discutirmos a violência em Santa Rita. As ações coerentes e planejadas já resultaram em 25 prisões de pessoas acusadas de homicídios, desde o mês de janeiro até agora, começo de abril. A parceria que temos com o Poder Judiciário e com o Ministério Público de Santa Rita é outro fator que ajuda no combate ao crime na cidade”, defendeu o delegado Everaldo Medeiros.

Como é foragido de uma penitenciária da Capital, Edson Domingos de Sousa será encaminhado para o Presídio Padrão de Santa Rita e ficará à disposição da Justiça.

 

Secom-PB