Polícia prende quarto acusado de participar da execução de integrantes do MST em acampamento

Polícia prende quarto acusado de participar da execução de integrantes do MST em acampamento

O duplo homicídio ocorreu no dia 08 de dezembro de 2018 no acampamento Dom José Maria Pires (Foto: Reprodução)

Foi preso na tarde desta terça-feira (21) o quarto suspeito de participação na execução de dois integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) no acampamento Dom José Maria Pires, em Alhandra. José Aurélio Gomes Melo, de 34 anos, foi preso na cidade de Bayeux, Região Metropolitana de João Pessoa.

Segundo Aneilton Castro, delegado da seccional de Polícia Civil em Alhandra, José Aurélio  era o único suspeito que faltava ser preso por ocasião da “Operação Ampulheta”, realizada na última sexta-feira (17). “Com essa prisão a Polícia Civil conclui a Operação Ampulheta, cumprindo todos os mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão”, destacou.

A operação teve o objetivo de dar cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão nas residências de autores do duplo homicídio das vítimas José Bernardo da Silva, conhecido por Orlando, e Paulo Rodrigo de Freitas, conhecido por Rodrigo.

O duplo homicídio ocorreu no dia 08 de dezembro de 2018, por volta das 19h30, no acampamento Dom José Maria Pires no município de Alhandra.

Além de José Aurélio, que foi preso na casa de uma tia em Bayeux, já tinham sido presos Rawlinson Bezerra de Lima, conhecido como Ralph, Leandro Soares da Silva e Maria de Fátima Santos, que tem uma ligação muito próxima dos mandantes do crime e teria participação direta no delito.

ClickPB