Polícia prende quatro acusados de homicídios em João Pessoa

Coletiva sobre homicidio, fotos Ed. Malaquias 26 11 2013 025A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Crimes contra a Pessoa (Homicídios), prendeu quatro pessoas entre o fim de semana e a tarde dessa segunda-feira (25), em João Pessoa e região metropolitana. De acordo com o delegado Reinaldo Nóbrega, todos os acusados foram presos durante a Operação Malhas da Lei, que faz parte do plano operacional desenvolvido pela Secretaria de Segurança e Defesa Social, e que tem como objetivo cumprir mandados de prisão em aberto. A operação continua por tempo indeterminado.

Dois dos presos, Maciel José de Sousa e Paulo Renan Ferreira dos Santos, são acusados de participação em um tiroteio que feriu gravemente três crianças no Bairro do Renascer no mês de setembro, em João Pessoa. Segundo o delegado Bruno Victor, a dupla foi responsável direta pelos disparos. “Os dois estavam dentro do carro de onde saíram os tiros que atingiram as crianças, uma delas na cabeça”, disse a autoridade policial.

O terceiro homem preso é Joseilton dos Santos. Ele é acusado de cometer um homicídio em 2010 no bairro de Mandacaru, em João Pessoa, e foi encontrado por policiais, na tarde dessa segunda-feira, em Santa Rita.

No bairro Colinas do Sul, foi preso Alisson Lima dos Santos, acusado de homicídios e de aterrorizar a comunidade, com assaltos e tráfico de drogas, “Com a prisão de Alisson, começamos a desarticular um esquema de tráfico de drogas e outros crimes na região do Colinas do Sul. Estamos atentos a qualquer pessoa que esteja envolvida em atos criminosos e não vamos descansar e cumpriremos mais mandados de prisão”, afirmou a delegada Maria das Dores Coutinho.

Só no mês de novembro deste ano, a Delegacia de Homicídios da Capital já cumpriu mais de 50 mandados de prisão em aberto. Na última sexta-feira (22), a delegacia apresentou outras quatro pessoas que foram presas dentro da Operação Malhas da Lei. “Com a ajuda do judiciário, podemos dar continuidade aos mandados de prisão e, assim, dar prosseguimento a um trabalho policial eficiente e pautado na busca da segurança pública”, disse o delegado Reinaldo Nóbrega.

SecomPB

Imagem inline 2