Polícia prende suspeitos de morte de homossexuais no Brejo da Paraíba

carro de policiaDois homens suspeitos de integrarem um grupo de extermínio de homossexuais foram presos na manhã desta quarta-feira (26) na cidade de Sertãozinho. Segundo a Polícia Civil, a dupla é suspeita de participar de três homicídios e entre as vítimas estão dois homossexuais. Todos os crimes aconteceram este ano na região do Brejo paraibano.

As prisões aconteceram durante a operação “Papa-Sereno”, que envolveu agentes de investigação da Polícia Civil e policiais militares. Um dos homicídios investigados aconteceu na madrugada de segunda-feira (24). Um homem de 41 anos foi encontrado morto com um corte no pescoço em uma estrada da Zona Rural de Sertãozinho. Segundo familiares, ele era homossexual.

O delegado que investiga o caso, Wallber Virgolino, diz que os homossexuais eram mortos da mesma forma. “Os crimes eram cometidos com requintes  de crueldade. As vítimas eram agredidas e tinham o pescoço cortado. Depois eram feita dois cortes em formato de cruz nas costas”, explicou.

Virgolino também relata que os suspeitos fazem parte de uma milícia formada por vigilantes da cidade de Sertãozinho. “Eles extorquiam comerciantes da cidade pedindo dinheiro para que pudessem fazer a seguranças dos estabelecimentos”, disse.

A operação seguia em andamento até as 10h30. Outros membros dos grupos estão sendo procurados. Segundo a Polícia Civil, as investigações continuam, inclusive para solucionar outros assassinatos de homossexuais que aconteceram no ano passado.

G1-PB