Polícia prende trio envolvido em milícia, formação de quadrilha e assassinatos por encomenda - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Polícia prende trio envolvido em milícia, formação de quadrilha e assassinatos por encomenda

roger presídioA Delegacia de Homicídios de João Pessoa desencadeou a operação ‘Killer’ visando desarticular uma quadrilha envolvida em formação de milícia, homicídios, tráfico de drogas e mortes por encomenda. Edilson Melo da Silva, 33 anos, que já cumpriu pena por assassinato, é apontado pela delegada Roberta Neiva, como chefe do grupo. Ele e mais dois comparsas foram presos nesse domingo (15), na Capital, e apresentado à imprensa na manhã desta segunda-feira (16), na Central de Polícia, em João Pessoa.

– O Edilson Melo tem participação e indicação em milícia, vigilância armada e clandestina, morte por encomende a pesa contra ele a ligação em cinco homicídios no bairro de Mandacaru e região – disse a delegada, acrescentado que Jeferson dos Santos Silva, 22, e Maurício Jonatas dos Santos, 25 anos, também foram presos.

Segundo Roberta Neiva, há dois meses o serviço de inteligência da Polícia Civil abriu investigação para identificar os responsáveis por uma série de crimes no bairro de Mandacaru, situado na zona norte de João Pessoa.

– Uma força conjunta entre Goe, Homicídios e Sistema Prisional, começou a investigar e chegamos aos nomes dos três. Fizemos a prisão deles quando estavam em um posto de combustível dentro de um carro, em Mandacaru. Foram encontradas três armas e munições – confirmou Neiva.

A delegada frisou que a operação é continuada e outras prisões poderão ser feitas ainda na tarde desta segunda. “A operação continua e estavam cumprindo mandados de busca e apreensão. Uma equipe vistoriou casas no bairro do Roger, mas nada foi encontrado. Poderemos ter mais prisões a qualquer momento”.

Os três presos, segundo a delegada, vão responder por formação de quadrilha, porte ilegal de armas, receptação e homicídio. Eles serão encaminhados para a Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, conhecido como o Presídio do Róger, da Capital.

 

Portal Correio