Polícia registra quatro assassinatos no intervalo de poucas horas, na Grande João Pessoa - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Polícia registra quatro assassinatos no intervalo de poucas horas, na Grande João Pessoa

motokeiro mortoQuatro homens foram assassinados na tarde desta quarta-feira (25) na região metropolitana de João Pessoa. As vítimas foram mortas a tiros e os acusados não foram presos.

O último homicídio registrado ocorreu no bairro Jardim Planalto, em João Pessoa, onde um jovem foi alvejado. Ele não resistiu aos ferimentos e caiu morto por cima de uma motocicleta, que ele pilotava.

Já na cidade de Santa Rita, um jovem identificado como sendo Renan de Lima Duarte, 20 anos, foi assassinado a tiros no bairro Tibiri II, às margens de um açude conhecido como ‘Barriga Cheia’. O corpo da vítima foi encontrado em um córrego. A família disse que Renan era usuário de drogas. Ele foi morto com três tiros.

Morto em TibiriFoto: Morto em Tibiri
Créditos: Reprodução/ BayeuxJovem

 

E no bairro Cruz das Armas, na Capital, dois jovens foram assassinados quando caminhavam por uma das ruas do bairro. As vítimas foram identificadas como sendo Leon Ferreira Rodrigues, 21, e Jhonne da Silva Andrade, 22 anos, conhecido como ‘Mago Jhonne’.

Segundo informações do cabo Evangelista, da Força Tática do 1º Batalhão, testemunhas revelaram que os jovens estavam andando quando homens em dois carros, sendo um modelo Pálio da cor verde e um Celta branco, e em uma motocicleta interceptaram os rapazes e efetuaram vários tiros.

Populares informaram que três homens efetuaram os disparos a queima roupa nas vítimas. Os jovens morreram na hora e os corpos ficaram um ao lado do outro. Os tênis das vítimas foram levados pelos bandidos.

A família disse que os jovens não tinham envolvimento com a criminalidade, mas pela característica da execução, a polícia acredita em acerto de contas. Os corpos serão levados para a Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol) de João Pessoa.

Corpos ficaram um ao lado do outro Foto: Corpos ficaram um ao lado do outro
Créditos:
 Reprodução/ Aguinaldo Mota/ TV Correio