morte-de-mulher

Polícia suspeita de que dívida pode ter causado a morte de mulher em CG; veja vídeo do crime

revover-espriritoA polícia de Campina Grande abriu uma nova linha de investigação para apurar morte de Aline Albuquerque da Silva, 25 anos, assassinada na frente do marido e dos filhos, quando chegava em casa, no bairro de Bodocongó, no último dia 22 de dezembro.

De acordo com o delegado de Homicídios, responsável pela apuração do crime, o suspeito que assumiu a autoria do crime, confessou que matou a jovem por causa de dívidas. O assassino que se apresentou à polícia cinco dias após o crime foi posto em liberdade por ter se livrado do flagrante.

O delegado Francisco de Assis, não quis dar maiores detalhes sobre o depoimento para não atrapalhar a investigação. “A polícia também estuda latrocínio (roubo seguido de morte)”. O delegado lembra que o marido e um filho confirmaram que o autor do crime anunciou um assalto antes de atirar.

Na primeira versão, o marido de Aline havia revelado à PM que sua mulher tinha se assustado com o assalto e teria jogado uma sacola no suspeito. Toda ação foi flagrada por câmeras de seguranças.

O caso está sendo investido agora pela equipe coordenada pelo delegado Antônio Lopes.

Paraíba.com