João Pessoa 18/04/2019

Início » Policial » Polícia usa gás lacrimogênio em tumulto na Câmara de Juazeirinho

Polícia usa gás lacrimogênio em tumulto na Câmara de Juazeirinho

YPWMK-1Campina Grande – A Polícia Militar precisou usar “gás lacrimogêneo” para dispersar a confusão durante a posse da Mesa Diretora na Câmara Municipal de Juazeirinho, no Seridó paraibano. Segundo a PM, aproximadamente 100 pessoas estavam reunidas na frente do prédio da prefeitura quando o tumulto começou, na manhã de ontem. Casos semelhantes também foram registrados em Patos, no Sertão do Estado, e em Pocinhos, no Agreste, onde a polícia também foi acionada para conter discussões.
Segundo o tenente Jonatha Yassaki, os correligionários ficaram insatisfeitos com a eleição de “Josa do PT” para presidente da Câmara Municipal e começaram as agressões. “Houve a votação da presidência, mas não agradou a todo mundo e quando o vereador ‘Josa’ foi deixar o local, alguns manifestantes iniciaram a confusão. Tivemos que fazer a dispersão e utilizamos munição de baixa letalidade lacrimogênea”, informou.
Confusão também na posse dos vereadores eleitos em Pocinhos. O vereador que votou na oposição para escolha do novo presidente da câmara precisou ser escoltado pela Polícia Militar após sofrer ameaças.  Em Patos, no Sertão, o sumiço de dois computadores e a câmara de portas fechadas foram as motivações para os vereadores entrarem em atrito. A Polícia Militar foi acionada e somente após uma hora de negociação um dos departamentos da Câmara foi liberado.

Correio da Paraíba