Policial Militar é preso suspeito matar ex-policial e fazer parte de grupo criminoso no Sertão da PB

Policial Militar é preso suspeito matar ex-policial e fazer parte de grupo criminoso no Sertão da PB

Um policial militar que trabalha no Sertão da Paraíba foi preso suspeito de envolvimento na morte de um ex-cabo da Polícia Militar. O crime ocorreu na cidade de Pombal, na semana passada e a prisão, divulgada pela Polícia Civil nesta quinta-feira (11), aconteceu na terça-feira (9). Segundo a Polícia Civil, o militar suspeito é investigado por integrar a quadrilha envolvida no caso.

Também existem denúncias de que ele, além de fazer parte da quadrilha, fazia a segurança particular de um traficante da cidade de Brejo do Cruz, também no Sertão do Estado, de acordo com o delegado seccional da Polícia Civil, em Catolé do Rocha, Sylvio Rabelo, responsável pela investigação.

Segundo o delegado, na investigação ficou confirmado que no dia do crime e também dias antes o policial militar suspeito estava na área do crime, usando um carro que pertencia à quadrilha. Também foram encontradas munições e a arma do crime.

O mandado de prisão contra o militar estava expedido desde a semana passada, mas ele não foi encontrado na cidade e se apresentou à Justiça no início dessa semana. Ainda nesta quinta-feira, o militar deve ser ouvido na delegacia de Polícia Civil. O policial está detido no batalhão da cidade.

O crime

O ex-cabo da Polícia Militar, Geraldo Bandeira Cézar, 58 anos, foi morto na manhã desta segunda-feira (1), no município de Pombal, Sertão da Paraíba. Segundo a Polícia Civil, o ex-cabo foi ferido por seis tiros de pistola .40. Esse crime foi registado na BR-427, em Pombal.

G1PB