População pede saída de grávida e cirurgiada do Centro Administrativo e entra em conflito com MST - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

População pede saída de grávida e cirurgiada do Centro Administrativo e entra em conflito com MST

sem terraOs Manifestantes Sem Terra e a população que está acompanhando a ocupação do Centro Administrativo Estadual no Bairro de Jaguaribe. Desde o início da manhã desta segunda (21), o MST ocupa o prédio e houve um princípio de tumulto quando os funcionários tentaram sair e os portões do local foram bloqueados.

Quem podia pulou o muro, outros funcionários ficaram impossibilitados. Antes de a situação ser controlada, os manifestantes entraram em confronto com a Polícia Militar que revidou com bombas de efeito moral, balas de borracha e spray de pimenta.

Duas funcionárias, uma gestante e outra recém-cirurgiada estavam impossibilitadas de pular o muro e a população pediu para que elas fossem liberadas. Após um tempo eles permitiram a saída delas pelo portão. 

 

Os manifestantes continuam no local e aguardam o retorno do governo do estado. Eles pedem uma audiência diretamente com Ricardo Coutinho e não aceitam conversar com nenhum secretário. O movimento já tentou uma audiência na semana passada.

Marília Domingues