Prefeito de Patos exonera 74 servidores alegando 'problemas com a folha de pessoal'

Prefeito de Patos exonera 74 servidores alegando ‘problemas com a folha de pessoal’

As exonerações foram determinadas pelo prefeito em exercício, Bonifácio Rocha (PPS), porque, segundo ele, um dos problemas enfrentados pela gestão são as despesas com a folha de pessoal. (Foto: reprodução )

O atual prefeito de Patos, Bonifácio, que assumiu o cargo de gestor do município na última quarta-feira (15), após o afastamento do então prefeito, Dinaldo Medeiros Wanderley Filho, pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), exonerou 74 servidores de cargos comissionados, de acordo com portarias publicadas no Diário Oficial do município desta quinta-feira (16).

As exonerações foram determinadas pelo prefeito em exercício, Bonifácio Rocha (PPS), porque, segundo ele, um dos problemas enfrentados pela gestão são as despesas com a folha de pessoal.

O prefeito afastado é investigado pela operação “Cidade Luz”, deflagrada no dia 2 de agosto e comandada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB). A ação investiga fraudes em contratos de iluminação pública em Patos.

Investigação
A investigação mostrou que a organização criminosa desviou R$ 739 mil de contratos firmados com a Prefeitura de Patos, no valor de R$ 13 milhões. Segundo o MPPB, no período que antecedeu as eleições de 2016, o então candidato “Dinaldinho” organizou um esquema criminoso com duas empresas prestadoras de serviço de iluminação pública. O município manteve contratos com as organizações desde de 2017.

O esquema foi dividido em núcleos, sendo político, econômico, de licitações e de lavagens de capitais. De acordo com a denúncia, o “núcleo político” era formado pelo prefeito Dinaldo Medeiros Wanderley Filho, pelo chefe de gabinete da prefeitura Múcio Sátyro Filho e mais três pessoas.

O “núcleo econômico” era integrado pelos responsáveis das duas empresas prestadoras de serviço de iluminação pública, além de representantes de empresas de locação, engenharia ambiental, instalações elétricas e construção de edifícios.

ClickPB