Prefeito e vereadores de Bayeux ‘abandonam’ desabrigados das chuvas para visitar presídio

O prefeito e os vereadores partiram nesta terça-feira 

A cidade de Bayeux, que enfrenta uma situação crítica em virtude das fortes chuvas que castigaram a cidade e que deixou dezenas de desabrigado, está sem representante legal no Executivo e parte do Legislativo.

O prefeito Berg Lima e vereadores de sua base de sustentação na Câmara Municipal arrumaram as malas e foram fazer um “tour” na ensolarada Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A comitiva dos políticos bayeuxenses viajou na tarde desta terça-feira (30) com a justificativa de conhecer os benefícios econômicos da instalação do presídio federal na cidade potiguar onde está um dos maiores traficantes do Brasil, Fernandinho Beira-Mar.

A construção de uma unidade prisional federal anunciada por representantes do Ministério da Justiça em Bayeux divide a cidade. A oposição, que se diz contra a instalação do presídio, argumenta que Bayeux não tem terreno público disponível, exigência que se faz para a construção da unidade, e promete colocar o povo nas ruas.

Para lutar contra essa construção, foi criado o Fórum Popular NÃO a construção do presídio em Bayeux deflagrando uma série de debates e uma campanha de mobilização contra esse projeto.

O blogueiro Léo Micenas, que registrou em fotos e vídeo a partida da comitiva, foi mais duro em suas críticas: “Sinceramente, ao invés dos políticos estarem preocupados com os desabrigados das chuvas, em gerar emprego e renda, melhorar a saúde e a educação, largam a cidade nesse caos e vão passear em Mossoró para conhecer presídio federal. Será que eles querem dar abrigo a criminosos como Fernandinho Beira-Mar se esse presídio for construído?”, questionou Léo Micena, mobilizador da campanha contra o presídio.

 

ClickPB