Prefeitura de Conde garante pagamento em janeiro de aumento do Piso Salarial de professores e professoras

Prefeitura de Conde garante pagamento em janeiro de aumento do Piso Salarial de professores e professoras

Prefeitura de Conde garante pagamento em janeiro de aumento do Piso Salarial de professores e professorasA Prefeitura de Conde encaminhou à Câmara Municipal, para votação na tarde desta segunda-feira (28), durante sessão extraordinária especialmente convocada para este fim, o projeto de Lei que trata sobre o aumento do piso salarial dos professores da rede municipal de ensino, indo de acordo com a Portaria Interministerial nº 6, de 26 de dezembro de 2018, que definiu o reajusta do piso do magistério em 4,17% para ao ano de 2019. Desde o ano de 2018, a gestão da prefeita Márcia Lucena vem pagando acima do piso nacional. Caso aconteça a aprovação, o aumento será implantado no pagamento do mês de janeiro que acontece esta semana.

            “O Conde hoje vive uma nova realidade, são obras importantes em toda a cidade e a valorização do servidor municipal, com o reajuste do piso do magistério. Encaminhamos o projeto de Lei para a Câmara Municipal que vai realizar uma sessão extraordinária nesta segunda-feira e, com a aprovação do projeto, os professores e professoras da rede municipal de ensino já receberão o mês de janeiro com o reajuste”, destacou a Prefeita Márcia Lucena.

Já a secretária de Administração, Bárbara Lins, assegurou em entrevista no início da manhã, que o pagamento está assegurado para o mês de janeiro: “Se a Câmara Municipal aprovar o aumento do piso nesta segunda-feira (28), os novos valores serão implantados ainda nos salários do mês de janeiro”.

            Para 2019, com o reajuste de 4,17%, o Piso nacional do Magistério fixa no valor de R$ 2.555,74, para a jornada de 40 horas semanais. O município de Conde paga um pouco mais que o valor estabelecido pela Portaria Interministerial. Os professores e professoras com jornada de 40 horas semanais receberão R$ 2.572,77.

            O secretário adjunto de Educação, Júnior Caroé, destaca que “em 2018, nós já pagávamos acima do Piso Nacional. Enquanto o MEC preconizava o piso em R$ 2.455,35, o município pagou aos profissionais, o valor de R$ 2.471,44”, disse. Outro ponto ressaltado pelo secretário é que o reajuste não fica direcionado apenas para os servidores efetivos. “O reajuste será feito de forma igualitária, todos os servidores do magistério com jornada de 40 horas semanais, efetivos e contratados, terão direito ao reajuste, seguindo a metodologia da prefeita Márcia Lucena, de valorização do servidor público municipal”, declarou.

Assessoria de Conde