Prefeitura de Santa Rita e Secretaria de Saúde do Estado firmam parceria em busca de soluções para a saúde do município.

Prefeitura de Santa Rita e Secretaria de Saúde do Estado firmam parceria em busca de soluções para a saúde do município.

netinho pede ajuda do exércitoEstiveram reunidos na manhã desta sexta-feira, 23, o prefeito de Santa Rita, Netinho de Várzea Nova, o Secretário Municipal de Saúde de Santa Rita, Jacinto Carlos, a Secretária Executiva de Estado da Saúde, Maura Vanessa Sobreira, e o atuante vereador socialista Renato Martins, que intermedidou o encontro.

Na pauta, parceiras que visam reconstruir a Saúde de Santa Rita, combalida, desaparelhada, sucateada e sem a mínima condição de atender à população santarritense, levando, inclusive, o prefeito a decretar Calamidade Pública na Saúde do município por conta do caos instalado na sua rede, deixado pela gestão de Reginaldo Pereira.

Na reunião da manhã de hoje, a Secretária Maura Vanessa se solidarizou, em nome do Governo do Estado, com a população de Santa Rita pelo estado em que se encontra a nossa Saúde e colocou toda estrutura da pasta à disposição da gestão municipal, que vai enviar relatórios à gestora da pasta estadual, que avaliará e disponibilizará infraestrutura, insumos e equipamentos e o que mais for solicitado no intuito de agilizar a abertura dos mais de 20 postos de saúde, fechados ou interditados na cidade.

Ainda na primeira semana da nova gestão, uma reunião com o representante do CRM na sede da Secretaria Municipal de Saúde de Santa Rita foi realizada e um Termo de Ajustamento de Conduta foi assinado na mesma semana no Ministério Público Estadual sob a mediação da Promotora Ana Maria França para que nenhum PSF mais fosse fechado na cidade canavieira e que se iniciasse o mais rápido as reformas das unidades fechadas.

O trabalho já foi iniciado pelo Posto Padre Malagrida, no Tibiri 2, e deve estar concluso dentro do tempo previsto.

Outra iniciativa do governo santarritense foi recorrer ao 1º Grupamento de Engenharia, na Capital, que deve receber os relatórios da situação de determinar a demanda da cidade com três ou quatro hospitais de campanha, que devem realizar atendimentos e procedimentos médicos até a entrega das unidades que estão em reforma.

Com mais este apoio recebido do Governo do Estado mais um horizonte de possibilidades se abre ao povo de Santa Rita, que deve ter o seu direito à Saúde devolvido na sua plenitude, com a sua correta e diligente prestação de serviço à população.

RETORNO E CAOS.

O atual prefeito retornou à titularidade da Prefeitura da Rainha dos Canaviais no último dia 29 de setembro após despacho de mérito do Juiz Gustavo Procópio, da 5ª Vara Mista de Santa Rita, que julgou procedentes as quatro cassações de Reginaldo Pereira, executadas pela Câmara Municipal, em abril de 2014, e anulou os efeitos da sessão ordinária do dia 16 de dezembro do mesmo ano, que anulou os Processos Administrativos 001, 002, 003, 004/2014, que cassaram o ex-prefeito, retirando Netinho da prefeitura e devolvendo a cadeira a Reginaldo.

Na Saúde, o atual prefeito encontrou 22 dos 40 postos de Saúde fechados ou interditados pelos conselhos regionais de classe, servidores com salários atrasados desde julho deste ano e um quadro de caos instalado na cidade, sem qualquer perspectiva de solução.

Até o momento, em 23 dias de governo, 11 folhas foram pagas em 15 dias, a merenda escolar voltou a ser distribuída e entregue a uma rede cujas algumas escolas não recebiam a alimentação há quase dois meses e os postos começaram a receber reforma, equipamentos e material médicos àqueles que se mantiveram em funcionamento, mesmo que precário.

Agência Santa Rita