Presidente da Câmara de Cabedelo acredita que novos candidatos devem surgir com mudança de prazos

De acordo com a presidente da Câmara de Cabedelo, os trabalhos na casa legislativa seguem normalmente (Foto: Reprodução)

A presidente da Câmara de Vereadores de Cabedelo, Geusa Ribeiro, mostrou-se surpresa com a decisão da Justiça Eleitoral de suspender as eleições suplementares da cidade. Em entrevista à rádio BandNews na manhã desta terça-feira (13), Geusa declarou que “agora a gente vai ficar no aguardo do TRE-PB para que nos comunique, nos passe o novo calendário do município de Cabedelo e a população possa escolher o representante”.

Geusa concordou que os prazos que haviam sido estipulados para a realização da eleição eram muito curtos. Agora com a flexibilização do calendário que deve ser feita, ela acredita que “agora pode até surgir mais candidatos porque tem prazo”. Até o momento três pré-candidatos a prefeito estavam sendo cotados para a disputa.

Ainda de acordo com a presidente da Câmara de Cabedelo, os trabalhos na casa legislativa seguem normalmente. As novas datas da disputa eleitoral são aguardadas pelos vereadores e também pela população.

O ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral, decidiu suspender a eleição suplementar para a Prefeitura de Cabedelo atendendo liminar requerida pelo diretório do PT. O partido questionou os prazos do calendário eleitoral definido pelo TRE-PB para as eleições apontando um curto período para campanha.

A nova eleição para a Prefeitura de Cabedelo foi convocada devido à renúncia de Leto Viana, prefeito eleito em 2016, mas que está preso desde o mês de abril em decorrência da Operação Xeque-Mate.

ClickPB