Presidente da Câmara de Cabedelo bloqueia pagamento de assessores de parlamentares ligados ao prefeito

lucas-santino (1)O presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, Lucas Santino (PMDB), parece não se cansar de se envolver em escândalos e de fazer do Poder Legislativo uma extensão de sua casa. Hoje, mais uma denúncia compromete sua gestão à frente da Câmara com a informação de que ele vetou o pagamento dos salários de assessores de parlamentares que dão sustentação ao prefeito Leto (PRP).

Os funcionários ligados a Lucas Santino foram pagos na última sexta-feira (27) e o problema tem gerado revolta dos vereadores.

Para piorar ainda mais a situação, Lucas Santino priorizou o pagamento dos fornecedores e deixou os servidores a ‘ver navios’.

Contra o peemedebista também pesam as acusações de ‘torrar’ mais de R$ 70 mil em material de expediente em apenas um mês. Além disso, ele é acusado de envolvimento em suposto esquema para desviar verba pública do Legislativo em benefício próprio. O valor desviado seria para limpar o prédio: a faxina custou R$ 145.915,00. A maior parte apenas no mês de fevereiro, e sem a realização de licitação.

Lucas Santino ainda foi acusado por vereadores de fechar o Poder Legislativo para barrar a votação de projetos de interesse do Poder Executivo.

O prefeito Leto Viana chegou a recorrer ao promotor de Justiça Cumulativa de Cabedelo, Guilherme Soares, para solicitar intervenção do Ministério Público na Câmara Municipal da cidade.